Recentemente, publicamos um post apontando dez sintomas que podem indicar a presença de um software espião em seu smartphone. Pois bem, agora apresentamos as medidas que você pode tomar para solucionar o problema. Nesse post, oferecemos dicas para você remover esses softwares maliciosos do seu equipamento, caso esse seja o caso.

 

 

Redefinir o dispositivo (Factory Reset)

 

É a forma mais fácil de se livrar de malwares. Vá até as configurações do dispositivo, e acione o comando para redefinir o smartphone para as configurações de fábrica. Lembrando que o método apaga todo o conteúdo do dispositivo, seja ele iOS ou Android.

 

 

Atualize o dispositivo

 

Pode ser uma solução, já que o aplicativo espião não será compatível com a nova versão, e o sistema automaticamente vai remover o software espião. Sem falar que a atualização corrige erros e implementa melhorias.

 

 

Excluir manualmente o aplicativo espião

 

É mais trabalhoso, mas é algo possível. Nas definições do dispositivo, você tem a lista de todos os apps instalados. Você pode remover o aplicativo suspeito, que pode até estar camuflado com outro nome. Use esse método com cuidado, verificando a funcionalidade de cada app.

 

 

Instale um bom antivírus

 

Ter um bom antivírus instalado pode ajudar na verificação de ameaças. Procure instalar sempre um software de lojas oficiais e com procedência e qualidade comprovadas.

 

 

Altere as senhas

 

De tempos em tempos, alterar as suas senhas, é algo bem vindo, para prevenir a perda de dados pessoais. Senhas com vários tipos de caracteres são mais seguras, e ter senhas diferentes para diferentes serviços é fundamental para não comprometer a segurança de todos os seus dados.

 

 

Não instalar aplicativos de fontes desconhecidas

 

Muita atenção quando instalar um aplicativo que vem de uma fonte desconhecida. Não sabemos se o aplicativo é confiável, ou se pode estar infectado. Lembre-se que em fontes externas não existe a verificação de ameaças do aplicativo.

 

 

Atenção às permissões do aplicativo

 

Quando instalamos um novo app no smartphone, somos notificados que é preciso oferecer acesso a certas funcionalidades e serviços. Não devemos aceitar tais permissões sem ler ou perceber por que um app está precisando de tais permissões que, em teoria, não são necessárias para seu pleno funcionamento.