Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Dicas para reduzir o efeito da luz azul ao usar o smartphone

Dicas para reduzir o efeito da luz azul ao usar o smartphone

Compartilhe

Não faz muito tempo que escrevi aqui no blog sobre os efeitos nocivos da luz azul produzidas pelas telas. Nos smartphones, não é diferente: usamos o dispositivo o dia inteiro, e aquela olhada no telefone antes de dormir pode acabar com uma boa noite de sono.

Neste post, mostramos as ferramentas disponíveis para reduzir a emissão de luz azul no smartphone, e o que você deve levar em consideração no uso do smartphone para tentar reduzir esses efeitos nocivos para melhorar a sua saúde.

Se você começa a cuidar da sua saúde desde já, poderá ter no futuro uma qualidade de vida muito melhor.

 

 

 

O que levar em consideração

Já falei sobre os efeitos da luz azul produzida pelas telas dos dispositivos algumas vezes neste blog. Logo, podemos resumir que essa exposição de forma prolongada e em uma curta distância pode causar a fadiga visual e estimular as áreas do cérebro que deveriam garantir um bom descanso durante a noite.

Dito isso, vamos ver quais são as alternativas disponíveis para controlar ou reduzir as emissões de luz azul nas telas dos smartphones.

 

 

 

No Android

Várias interfaces de usuário customizadas pelos fabricantes de smartphones Android contam com recursos que podem promover a redução da emissão de luz azul nas telas do dispositivo. Marcas como Samsung ou Xiaomi contam com modos como Luz Noturna ou Modo Leitura, que são equivalentes nos seus efeitos práticos.

Você vai encontrar esse recurso em Ajustes > Tela.

Se você não conseguir encontrar uma solução dedicada dos fabricantes, basta procurar na Google Play Store por um aplicativo que possa realizar essa tarefa. Neste caso, você não terá dificuldades em encontrar essa alternativa.

 

 

 

No iOS

Para quem tem o iPhone, o recurso que realiza a redução da emissão de luz azul na tela responde pelo nome Night Shift, que está presente no telefone desde o iOS 9.3 e funciona no iPhone 5 ou superior.

Para ativar essa funcionalidade, deslize o dedo para baixo a partir da parte superior direita da tela para abrir a central de controle do telefone (isso pode mudar, dependendo do modelo de iPhone que você possui), e tocar no ícone de iluminação da tela.

Agora, toque no ícone do Night Shift para ativar o recurso. Você pode configurar o tempo que ele vai permanecer ativo e programar quando que ele será ativado ou desativado automaticamente, além de ajustar seu funcionamento para horários específicos e a temperatura de cores na tela.

 

 

 

Outras alternativas?

Sim, elas existem.

Usar um protetor de tela pode ser uma saída. Apesar de sua função principal é proteger o vidro do display de arranhões, alguns desses acessórios contam com um filtro anti luz azul, o que ajuda a reduzir a fadiga visual de alguma forma.

Outra alternativa é utilizar óculos especiais que filtram a luz ultravioleta emitida pelas telas. Neste caso, o uso desse acessório é válido tanto para os smartphones como também para as telas de notebooks, monitores de desktops e até mesmo Smart TVs.

Afinal de contas, quanto maior o tempo que ficamos na frente das telas, maiores são os efeitos de luz azul. E precisamos evitar esses efeitos a todo custo.


Compartilhe