Compartilhe

Recentemente, eu publiquei aqui no TargetHD.net um artigo apresentando 8 dos melhores celulares para idosos que você pode encontrar em 2019. E deixei bem claro que eu estava falando de um perfil de idoso que não tem muita afinidade com o mundo da tecnologia, e que reconheço que esse perfil de terceira idade conectada estava mudando.

Hoje, vovôs e vovós utilizam o WhatsApp, o Instagram e o Facebook de forma intensa, e até mesmo estão procurando sexo pelo Tinder (sim, isso existe…). Porém, muitos idosos não contam com qualquer tipo de familiaridade com o mundo da tecnologia, mas precisam ficar minimamente conectados, até mesmo pela segurança deles.

O perfil de uso de um idoso é bem diferente de uma pessoa da terceira idade, e até mesmo os mais experientes em tecnologia precisam de uma carta ajuda para adquirir um produto que está de acordo com as necessidades de alguém que pouco ou nada conhece sobre esse mundo tech. Por isso, esse post deixa algumas dicas importantes na hora de comprar um celular para os seus pais e avós não geeks.

 

 

Botão SOS é essencial

 

Alguns dos celulares pensados nos idosos contam com o botão de SOS, que permite a realização de uma chamada telefônica para o serviço de emergência em caso de acidentes ou incidentes. Também é bem vindo deixar um botão de atalho rápido para um número de telefone de confiança (parente ou amigo próximo), que pode socorrer rapidamente em caso de problemas.

 

 

Longa autonomia de bateria

 

O idoso pode simplesmente esquecer de recarregar o celular periodicamente, ou se ele se perder, ainda pode ser localizado ou contactado por algumas horas ou até dias. Garantir que esse telefone vai funcionar por muito tempo longe do carregador pode ser fundamental para a solução dos problemas mais sérios que o usuário pode ter em deslocamento.

 

 

Teclas e botões grandes

 

Muitos dos idosos se afastam dos smartphones porque 1) eles não contam com botão físico (apenas tela) e 2) quando tem teclas, elas são muito pequenas. Um celular com grandes teclas e botões de comando que são enormes facilitam a vida do usuário que não estão acostumados com as novas tecnologias. E se o celular tiver o modo de retroiluminação do teclado, melhor ainda.

 

 

Tamanho de tela é algo pertinente

 

Se o idoso tem dificuldades na leitura no dia a dia, não adianta escolher um celular com tela pequena para ele. Só vai dificultar as coisas. Uma grande tela faz toda a diferença na usabilidade do dispositivo pelos mais velhos. E para o idoso que vai usar o smartphone, ainda é possível ajustar as fontes do dispositivo para aumentar o tamanho das letras, ícones e outros elementos visuais.

 

 

O mais importante de tudo isso viabilizar a possibilidade de sempre estarmos em contato com essas pessoas, permitindo que a gente saiba onde ela está em qualquer situação, além de permitir que elas mesmas procurem ajuda familiar ou profissional quando elas mais precisam.

E essa é a principal missão do mundo da tecnologia: tornar a vida das pessoas mais prática e funcional.


Compartilhe