TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Dell Concept Luna, um notebook que pode ser desmontado em segundos (e sem chave de fenda) | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notebooks, Ultrabooks e Conversíveis | Dell Concept Luna, um notebook que pode ser desmontado em segundos (e sem chave de fenda)

Dell Concept Luna, um notebook que pode ser desmontado em segundos (e sem chave de fenda)

Compartilhe

A maioria das pessoas substitui os dispositivos no lugar de repará-los, pois vários obstáculos são impostos para aqueles que tentam se valer do legítimo direito de consertar um produto de tecnologia por conta própria.

O “direito de reparação” é algo que todo produto de tecnologia deveria oferecer, pois uma vez que você compra aquele produto, você poderia fazer o que quiser com ele. Mas os fabricantes lucram com os serviços de assistência técnica e, por que não dizer, também com a obsolescência programada.

A Dell quer caminhar na contramão desse comportamento, e apresentou recentemente um conceito de computador que é sustentável e fácil de reparar. E se o Dell Concept Luna chegar ao mercado, deve facilitar a vida de quem gosta de consertar os seus dispositivos por conta própria.

 

Diga adeus para as chaves de fenda complexas

O Dell Concept Luna conta com características específicas para que o computador seja o mais simples possível na hora de ser reparado. Por exemplo, uma placa mãe reduzida, uma menor quantidade de peças internas e outros elementos que facilitam o acesso aos componentes internos do equipamento.

A mais recente versão do Dell Concept Luna se livrou por completo dos parafusos, e uma pequena ferramenta desconecta a carcaça do seu corpo.

Todo o computador é desmontável em um processo manual, acessando rapidamente os seus componentes internos sem o uso de qualquer tipo de ferramenta complementar e utilizando apenas as mãos.

Elementos como teclado, alto-falantes, bateria e placa-mãe com o processador podem ser removidos apenas com as mãos, assim como a tela, que está presa a um suporte deslizável.

O nível de complexidade para desmontar um notebook com o Dell Concept Luna é tão baixo, que qualquer pessoa pode acessar os seus componentes internos para eventuais reparos ou atualizações de hardware com muita facilidade.

Hoje, reparar um computador pode ser tão complexo quando realizar uma pequena cirurgia em um ser humano. São vários processos, muitos parafusos com formatos diferentes e toda a complexidade de um hardware que precisa ser compatível para tudo dar certo.

Se você não souber exatamente o que está fazendo, pode causar danos ainda maiores (e, em alguns casos, até permanentes) ao computador, o que impede que a grande maioria dos usuários comuns e/ou mais leigos possam reparar o computador ou outro dispositivo eletrônico por conta própria.

 

Um robô pode fazer todo o trabalho de desmontagem

A Dell também apresentou um robô que pode reparar integralmente os seus notebooks conceituais, automatizando ainda mais o processo, o que pode reduzir o tempo de manutenção dos seus computadores no futuro.

Quando o robô recebe o computador com defeito, ele lê um QR Code que mostra todos os detalhes sobre a configuração daquele hardware. Após um diagnóstico, ele identifica quais são os componentes que estão com problemas para realizar a substituição das peças.

 

Por enquanto, é só um conceito

O Dell Concept Luna ainda é um conceito. Apenas isso.

A Dell informa que esse conceito é uma visão a longo prazo sobre o processo de reparação dos seus equipamentos, e que ele faz parte dos objetivos da empresa nos aspectos de sustentabilidade. Ou seja, nem mesmo a empresa espera que ele seja fabricado um dia.

Mas isso não quer dizer que os computadores modulares não podem existir. O Framework é um produto comercial que expande as possibilidades de atualização e reparabilidade neste momento, onde é possível desmontar o computador por completo com uma simples chave de fenda que acompanha o kit de venda.

Quem sabe a Dell não se inspira com isso. É só a gente ter um pouco de fé e deixar o tempo passar pacientemente.


Compartilhe