Compartilhe

Estava demorando…

Todo mundo sabe que “internet is for p0rn”, e a inteligência artificial só está reforçando esse conceito quando utilizado para desnudar mulheres. As deepfakes estão alcançando outros níveis e bem perigosos. Se antes era utilizada para criar vídeos pornográficos de atrizes famosas, agora a IA é utilizada para criar imagens de mulheres nuas, quando na verdade não estão (e nem são essas mulheres).

 

 

DeepNude é a nova “ideia” para alimentar o imaginário masculino

 

 

DeepNude é o polêmico aplicativo do momento. Ele pode desnudar qualquer mulher com a ajuda da aprendizagem automática e Inteligência Artificial.

Limites pra quê, não é mesmo?

O funcionamento do aplicativo é bem simples: basta uma foto de corpo inteiro da pessoa em questão e recortar a imagem. O programa faz todo o resto, entregando a imagem modificada. Os resultados são surpreendentes, mas a promessa do site oficial do app, que é “tirar as roupas das fotos”, é bem enganosa.

 

 

Seus criadores não explicam como a ferramenta funciona, e dá a entender que realmente mostra a pessoa desnuda. Mas isso é bem fake: não são as partes reais do corpo da pessoa, mas sim uma inserção aproximada baseada em uma enorme base de dados de imagens de mulheres nuas, baseadas na postura e ia imagem original, onde a IA associa as partes do corpo, entregando uma imagem que parece que a mulher está nua. Porém, nada mais é do que uma imagem fake, que não corresponde à pessoa da foto.

Como é comum acontecer com a aprendizagem automática, os resultados nem sempre são tão incríveis, com imagens de baixa qualidade. É o que acontece quando a IA não entende o que está vendo. Sem falar nos defeitos da imagem que mostram que a foto é falsa.

 

 

Aprendizagem automática para motivos mórbidos

 

 

A vida não é fácil para as mulheres e o DeepNude deixa tudo algo muito pior. Ter fotos roubadas para destruir a reputação dos outros é uma iniciativa nefasta.

Esse software está em funcionamento desde abril, mas se transformou rapidamente no programa favorito dos pervertidos, assediadores e perturbados em geral. A facilidade do uso estimulou essa popularidade.

 

 

Com marca d’água, que é fácil de ser removida

 

Algumas mulheres já relatam os problemas que tiveram por causa do DeepNude, a ponto dos seus criadores serem obrigados a bloquear momentaneamente os downloads do app (provavelmente por causa do elevado tráfego recebido). E a fama repentina do aplicativo pode gerar problemas: mesmo sendo gratuito, o DeepNude é seriamente limitado, e para desbloquear todos os seus recursos, é preciso pagar a “bagatela” de US$ 50. Ouch!

 

 

Para driblar as críticas, os criadores do DeepNude decidiram não remover as marcas d’água das imagens geradas, inclusive na versão premium. Na versão gratuita, a marca d’água ocupa toda a imagem, enquanto que a versão premium quase toda a nudez é apresentada. Porém, uma versão alterada do software já circula nos fóruns da Deep Web e não deixa marca d’água na foto.

DeepNude é apenas uma das muitas ferramentas com o objetivo de acabar com a reputação alheia e invadir a privacidade, onde as mulheres são (obviamente) as principais vítimas. Com a popularização da aprendizagem automática e o aumento da potência dos computadores, outros softwares similares vão aparecer.

Ah, apenas para constar… o DeepNude foi oficialmente encerrado pelos seus desenvolvedores, pois os mesmos afirmam que “o mundo não está preparado para ele”. Isso, e os processos que eles podem tomar.

 

 

Via DeepNude, Motherboard


Compartilhe