Compartilhe

Os fãs de Star Wars estão vivendo um mix de emoções ano após ano, ou pelo menos desde a estreia dessa nova trilogia. Por exemplo, enquanto choram o luto por Peter Mayhew, esperam com ansiedade por A Ascensão Skywalker, filme que encerra a saga da família mais problemática da galáxia.

Mas enquanto o tempo passa, os fãs criativos vão apresentando trabalhos espetaculares e revolucionários. Por exemplo, você pode ficar nostálgico, feliz e deprimido (tudo, ao mesmo tempo e agora) com esse vídeo brutal, onde são utilizadas tecnologias modernas e atualizadas para recriar uma das batalhas mais emblemáticas da história da franquia.

O canal do YouTube FXitinPost, dedicado a montar vídeos muito interessantes onde mostram o poder da pós produção e dos efeitos digitais, acabou de publicar o que eles consideram como a “sua versão” do duelo entre Obi-Wan Kenobi e Darth Vader, em uma das cenas mais emblemáticas do Episódio IV de Star Wars.

Os caras tomaram como ponto de partida a cena original, a mais recente adicionada ao cânon oficial, onde George Lucas e seu time adicionaram algumas tomadas extras e e um pouco de efeitos moderados para brindar o expectador com um pouco mais de emoção e drama.

 

 

A partir disso, o time do FXitinPost decidiu levar o duelo para o próximo nível, transformando a luta em uma verdadeira carnificina. Claramente inspirado na cena de Darth Vader em Rogue One: Uma História Star wars, aqui vemos uma luta muito mais acrobática, violenta e agressiva.

No novo vídeo, a fúria do antagonista se sente em cada movimento, e a perícia de Obi-Wan está presente para responder. É um vídeo totalmente imperdível, com um resultado francamente espetacular e perfeitamente alinhado com os filmes prequel e os originais, a ponto de poder se transformar em cânon com esse resultado final.

 

 

Apenas como registro: na época das filmagens da cena original em 1976, Sir Alec Guinness contava com 60 anos de idade, e a armadura de Darth Vader limitava muito os movimentos, por causa do seu peso total e pela composição de suas peças.

Agora, com a tecnologia digital e os algoritmos que tornam possível o Deep Fake, essa cena recebe a qualidade final de montagem que merecia desde o começo. Seria interessante ver a reação da Lucasfilm.

Para resumir… sabe o Deep Fake? Então, tira o pornô, e você tem isso!

 

Via Fast Company


Compartilhe