TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Dá pra fazer o root em qualquer smartphone? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Dá pra fazer o root em qualquer smartphone?

Dá pra fazer o root em qualquer smartphone?

Compartilhe

Desde o nascimento do primeiro smartphone, a comunidade de usuários tenta se livrar das amarras e correntes estabelecidas pelos fabricantes. O entendimento comum do “o produto é meu, e eu faço com ele o que eu quiser” estabeleceu a corrida pelo desbloqueio de todas as possibilidades que o produto pode oferecer.

Esse processo de desbloqueio das possibilidades do smartphone é traduzido pelo termo root. Quem consegue o acesso raiz ao sistema de software do telefone pode explorar todas as suas características, saltando as limitações estabelecidas pelos fabricantes do dispositivo.

Muitas pessoas tentam o acesso root nos dispositivos até hoje, e outros tantos se perguntam se qualquer telefone pode ser desbloqueado em seu software…

 

 

 

…e a resposta é SIM!

Sem exceção!

Não há smartphone que resista à tentativa de desbloqueio de root, por mais que os fabricantes lutem para tentar impedir o processo. Nem mesmo o iPhone da Apple é imune ao procedimento, com a única diferença que, neste caso, o processo é chamado de Jailbreak.

É sempre importante lembrar que qualquer smartphone do mundo é gerenciado por um software que, por sua vez, é concebido e desenvolvido por seres humanos. E os humanos não são perfeitos. Pelo contrário: são bem falhos.

Logo, as falhas humanas estão presentes nos softwares que eles desenvolvem. E essas falhas podem ser exploradas por mentes habilidosas, que acabam transformando o telefone no seu amo e senhor, eliminando qualquer tipo de restrição presente.

Para muita gente, o mundo perfeito já pede que os smartphones cheguem de fábrica completamente desbloqueados e livres das amarras dos fabricantes, pois todo mundo poderia fazer o que quiser com o produto que comprou. Mais ou menos como acontece hoje com os computadores.

Se você compra um desktop ou notebook, não é obrigado a usar o sistema operacional que está nele. Se você tem o conhecimento suficiente para realizar as mudanças, pode instalar um outro software e seguir utilizando o hardware sem maiores problemas.

Porém, no caso dos smartphones, os fabricantes ficam regulando isso, mantendo todo mundo em rédeas curtas.

Bom, para aqueles que cruzarem a fronteira e alcançarem a liberdade do root, precisam lidar com as consequências dessa escolha.

 

 

 

Ainda vale a pena fazer o root?

Para a grande maioria dos usuários, que contam com necessidades básicas no smartphone, a resposta é NÃO.

O principal motivo para realizar o root no passado era obter ROMs personalizadas para o smartphone. Algo que ainda considero justo para quem tem um bom telefone nas mãos que foi abandonado pelo fabricante. Porém, essa é uma prática restrita aos usuários com conhecimentos avançados.

Os mais leigos podem simplesmente instalar uma customização do Android já disponível na Google Play Store, que os efeitos práticos são basicamente os mesmos.

Além disso, o desbloqueio do telefone pode resultar na perda de garantia do produto por parte do fabricante, e quem pagou caro por um smartphone hoje não quer passar por esse estresse de pagar a mais pela manutenção do dispositivo.

Sem falar que vários aplicativos simplesmente param de funcionar quando você realiza o root, uma vez que esse desbloqueio elimina o suporte para vários serviços do Google que são necessários para o perfeito funcionamento desses apps.

No final das contas, a decisão é sua.

Procure fazer o root em um telefone que já está fora do período de garantia do fabricante, ou em um dispositivo secundário, a título de testes. Além disso, só realize o processo se souber do que está fazendo. Caso contrário, vai terminar com um caro peso de papel nas mãos.


Compartilhe