Cuidado: HDs externos muito baratos podem estar recheados de pendrives

Compartilhe

Você, amigo leitor com 40 anos ou mais (eu tenho essa faixa etária)… você se lembra do Kinder Ovo? Sim, ele mesmo… aquele chocolate de gosto duvidoso em formato de ovo que vinha com um brinquedo no seu interior e, na prática, nem era um brinquedo tão bom assim?

Pois é. A analogia aqui é a mesma, e é perfeita para ilustrar o que está acontecendo no mundo da tecnologia, mais precisamente em alguns anúncios de HDs externos muito baratos que, no lugar de contar com um disco rígido no seu interior, abrigam uma série de pendrives conectados uns aos outros.

 

 

 

Evite ter surpresas desagradáveis nas compras de HDs externos

 

 

Durante as datas de vendas promocionais (Dia dos Solteiros, Black Friday, Cyber Monday, Dia do Consumidor, Natal, etc), é mais do que normal encontrarmos na internet anúncios atraentes com preços inacreditáveis. E é normalmente aqui que as pegadinhas acontecem.

Vários usuários do Reddit estão denunciando lá fora a prática que está se popularizando (e, conhecendo a má fama do brasileiro que “adora levar vantagem em tudo”, pode virar uma moda nefasta por aqui): um usuário comprou um HD externo extremamente barato de 1 TB para dar de presente para o seu pai, mas percebeu que, ao copiar mais de de 30 GB de dados, o arquivo acabava reescrevendo o conteúdo que estava salvo inicialmente na unidade.

Pois bem, quando ele decidiu abrir a unidade para ver o que estava acontecendo, constatou que no interior da carcaça estava um pendrive de 32 GB. E é isso.

Outros usuários compraram discos rígidos de 4 TB que contavam com quatro partições de 1 TB cada, mas que só podiam armazenar 32 GB em cada uma delas. E o resultado ao abrir a carcaça do produto era o mesmo: quatro pendrives de 32 GB conectados a um hub USB.

O pior é que esse golpe nem é novo. Registros de 2011 mostram que a prática já era adotada. Mas parece que o golpe voltou com tudo em 2020, tanto nas lojas chinesas de procedência duvidosa como em vendedores de terceiros na Amazon.

 

 

 

Como evitar cair nesse tipo de golpe?

 

Usando o bom senso.

Só compre HDs externos de marcas confiáveis e sempre com vendedores certificados. E, mesmo assim, ainda existe alguma chance de você ser enganado por esses vendedores. É claro que existem produtos muito baratos na internet que valem a pena, mas desconfie (e muito) se o preço for absurdamente barato ou muito abaixo da cotação do mercado.

Muitos dos discos rígidos externos falsos contam com um controlador que mostra informações falsas sobre o tamanho do pendrive. Porém, quando usamos a unidade, contatamos qual é a capacidade máxima real da unidade. Suspeite se a capacidade exibida é a menor que a adquirida, e mesmo que um pendrive seja útil para você, é preciso entender que o seu desempenho é muito inferior ao de um disco rígido. Não poder apagar as partições existentes ou unir as partições em uma só é outro indício que você comprou um Kinder Ovo tecnológico.

Algumas ferramentas de software podem fazer a análise do disco rígido, de modo que fica mais fácil identificar quais são as partições disponíveis e o espaço livre em cada uma delas. Faça uma busca na internet, e você com certeza vai encontrar algumas soluções que podem informar de forma mais precisa esses dados sobre o seu hardware.

Por fim, reforçamos o alerta: desconfie se o preço de um disco rígido externo é muito barato, ou se o vendedor / loja são desconhecidos ou não geram a devida confiança para realizar a compra. No final das contas, é melhor dar dois passos para trás quando se deparar com tais características em um produto. Peque pelo excesso de cuidado do que pelo excesso de descuido.

 

 

Via Reddit, Reddit (2), Jitbit


Compartilhe