Crianças gastam mais de US$ 500 do tio no Fortnite

Compartilhe

Fortnite é um jogo que as crianças amam. Mas em algumas oportunidades, esse amor coloca os adultos em problemas. Especialmente quando as crianças decidem gastar mais de US$ 500 dos dinheiros dos adultos.

 

 

Férias arruinadas pelo Fortnite

 

O usuário do Reddit chamado A_Sad_Frog teve uma das piores experiências de sua vida com Fortnite por causa dos seus sobrinhos. Ele decidiu deixar os garotos, que estão na casa dos cinco anos de idade, acessarem a sua conta do PSN para jogar mais jogos.

Errou feio. Errou rude.

Como a maioria dos clientes da PSN costumam fazer, ele deixou os seus dados de cartão de crédito relacionado com a sua conta do PSN, com a finalidade de agilizar o processos de compra de jogos e DLCs. E é aqui que a coisa sai completamente do controle.

Seu irmão entrou em contato com ele para que o próprio pudesse revisar o seu status de conta, já que os seus filhos estavam “milionários” com 65 mil V Bucks (moeda do Fortnite) em sua conta. O nosso protagonista então foi revisar rapidamente a sua conta bancária, e localizou várias transações financeiras feitas dentro de Fortnite.

 

 

No total, foram US$ 531 (ou 422.90 libras) gastas no jogo. E o pior de tudo isso é que nem todo esse dinheiro era dele, já que a sua namorada estava economizando alguma grana dentro da conta de A_Sad_Frog para visitar a sua família nos Estados Unidos.

Ao que parece, todos os gastos foram realizados em um único dia, e a Sony não realiza o reembolso para compras com essas características. Sem falar que as crianças já haviam gastado 20 mil V Bucks antes que o dono da conta percebesse o que aconteceu.

No final, a namorada pode visitar a sua família, mas com muito menos dinheiro do que o planejado. As crianças se sentiram muito mal pelo ocorrido, e alegam que não fazem a menor ideia sobre como tudo aconteceu. Já A_Sad_Frog ficou com esse dinheiro como crédito na PS Store.

Não é a mesma coisa que ter o dinheiro na conta, mas ao menos é um consolo. Amargo, mas é.


Compartilhe