Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Telefonia | Consórcio se torna opção vantajosa para compra de celulares

Consórcio se torna opção vantajosa para compra de celulares

Compartilhe

Após três anos de incertezas econômicas, o mercado de celulares no Brasil voltou a crescer. Em 2023, houve uma queda de 4%, mas em 2024 o crescimento estimado é de 3%, segundo a Counterpoint Research.

Uma pesquisa da GfK revelou que 54% dos brasileiros desejam trocar de celular este ano, o que mostra claramente que o consumidor está sim interessado em trocar de smartphone, apesar de todo o complexo cenário econômico de momento, o que pode tornar a compra algo inacessível para muitas pessoas.

Algumas alternativas são exploradas para a aquisição de novos smartphones que não envolvem o elevado gasto na compra de um novo dispositivo. Já comentamos no blog sobre o aluguel de telefones, e dessa vez vamos abordar a possibilidade do consórcio como solução.

 

Por que investir em um consórcio de smartphone?

A pesquisa da Hibou aponta que os altos preços dos modelos mais recentes de smartphones estão levando 36% dos consumidores a trocar de dispositivo com menos frequência.

O custo elevado é uma barreira significativa para a atualização de dispositivos, afetando diretamente as decisões de compra do consumidor, que decide priorizar outros compromissos financeiros no lugar de comprar um smartphone novo.

Por isso, o consórcio de compra de smartphones está se tornando uma alternativa real para muitos brasileiros. Dados da ABAC mostram que houve um aumento de 16,5% no número de contemplações em consórcios de eletrônicos em comparação ao ano passado.

Além disso, o volume de créditos disponibilizados subiu 57,1%, atingindo R$ 138,6 milhões, indicando um movimento de crescente aceitação do consórcio como solução viável para a compra de eletrônicos.

Eduardo Rocha, CEO do Klubi, destaca que o consórcio oferece uma possibilidade de planejamento financeiro eficaz para a compra de celulares. Com a Compra Planejada, os consumidores podem adquirir um smartphone em até 24 meses, com a possibilidade de resgatar 100% do crédito a partir da 6ª mensalidade paga.

Na prática, o consórcio transforma a compra em um investimento mais acessível e de curto prazo.

 

Uma tendência que está se consolidando

A Klubi, maior administradora de consórcios de eletrônicos no Brasil, observou um grande aumento na demanda pela Compra Planejada. Essa modalidade, que combina a previsibilidade do recebimento do crédito com a flexibilidade de um consórcio, tem atraído muitos consumidores brasileiros que não podem investir muito dinheiro de imediato na compra de um novo telefone.

Com a crescente adoção dos consórcios para a compra de eletrônicos, espera-se que essa modalidade continue a crescer no Brasil. A possibilidade de planejamento financeiro e a acessibilidade são fatores-chave que devem impulsionar esse mercado nos próximos anos.

A ideia do consórcio deixa de ser considerada absurda por muitos usuários, e passa a fazer sentido principalmente para quem procura vias de planejamento financeiro mais eficiente.

Contratar um consórcio é uma forma inteligente de comprar um smartphone em tempos de restrição financeira e economia volátil.

Vale a pena ao menos considerar o investimento como uma possibilidade.


Compartilhe