Compartilhe

Os fones de ouvido sem fio melhoraram muito com a evolução da tecnologia Bluetooth. Isso promoveu a popularização de modelos mais cômodos e com áudio de melhor qualidade, conquistando o grande público.

Porém, alguns usuários buscam um passo além do minimalismo: esses usuários simplesmente não querem cabos. E muito além da ausência de cabos, é preciso levar em consideração certos fatores antes de comprar os fones de ouvido sem fio.

E é disso que esse artigo fala.

 

 

Conselhos na hora de comprar fones de ouvido in-ear sem fio

 

– Como esses fones vão direto no canal auditivo, é fundamental que eles fiquem bem presos e confortáveis. Você não quer perder um dos fones durante o deslocamento diário ou a prática esportiva. Priorize os modelos com pontas de silicone intercambiáveis para ajustar o fone ao seu ouvido. Além disso, é essencial que esses fones sejam leves, além de serem resistentes à exposição ao suor e chuva.

– A tecnologia Bluetooth é a principal responsável pela qualidade de som através dos codecs e perfis. Escolha um fone com Bluetooth 4.0 ou superior, pois isso interfere no alcance, velocidade de transmissão de dados e otimização energética. Para maior qualidade de som, procure modelos com codec aptX, que oferece qualidade de som de DVD (96KHz e 24 bits), ou com o codec SBC, que é suficiente para a música por streaming. Também é bem vindo escolher um modelo com cancelamento de ruído para quem viaja muito ou ouve música pelas ruas.

– Por serem fones sem fio, esses fones usam uma bateria que, por conta do compromisso do baixo peso, possuem autonomia limitada. O comum é encontrar produtos com autonomia entre 3 e 6 horas, que pode variar em função do uso e do volume. Para compensar a curta autonomia, o estojo do produto pode carregar os fones. Priorize os estojos com recurso de recarga rápida.

– Sim… existe a possibilidade de você perder um dos fones (e esse é o maior temor dos usuários de fones sem fio). Por isso, priorize modelos que integram a função de busca dos fones por um aplicativo no smartphone.

– Com um tamanho tão reduzido, é fundamental que o manejo dos fones seja simples e cômodo, de modo que é comum substituir os botões físicos por toques ou gestos intuitivos. Vários modelos já podem ser controlados pelo Amazon Alexa, Siri ou Google Assistente. Vale a pena olhar de perto para essas opções.


Compartilhe