TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Comprei um PC com Windows 11: e agora? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Comprei um PC com Windows 11: e agora?

Comprei um PC com Windows 11: e agora?

Compartilhe

Você acabou de comprar um novo computador com Windows 11, seja porque o seu PC antigo já deu o que tinha que dar, seja porque você queria um equipamento mais potente para tarefas mais complexas. E agora, não sabe como começar a se relacionar com o equipamento.

Primeiro, parabéns pelo investimento. Segundo, estou aqui para ajudar.

Este artigo tem como principal objetivo apresentar um guia básico de inicialização no Windows 11, com os primeiros passos que você deve dar depois que comprou um novo computador com a versão mais recente do sistema operacional da Microsoft.

O processo descrito aqui vai da primeira inicialização até o momento em que você vai realizar a primeira tarefa prática no equipamento.

 

Primeiro, crie a sua conta Microsoft

Para realizar a ativação do computador na primeira inicialização, o Windows 11 vai pedir o uso de uma conta Microsoft.

Se você já tinha uma conta Microsoft ativa no seu antigo computador, use as mesmas credenciais (endereço de e-mail e senha) para migrar configurações, senhas, arquivos do OneDrive e outros ajustes que estavam armazenados no equipamento antigo. Caso contrário, crie uma nova conta do zero na plataforma.

Você pode utilizar uma conta já cadastrada em account.microsoft.com ou criar uma nova conta em Outlook.com. Você também pode criar contas novas sem usar aquela conta Microsoft que você já possui.

A sua experiência no Windows não será afetada pela conta que você vai cadastrar no sistema. Porém, pode ser que você queira usar um endereço de e-mail mais profissional que “[email protected]” em sua conta Microsoft no novo computador. Vai que você vai usar esse notebook para o trabalho e seu chefe vê esse e-mail antigo.

Não vai pegar muito bem.

 

Pense nos dados que você quer fornecer para a Microsoft

Durante o processo de configuração inicial do novo computador, você vai precisar estabelecer uma configuração inicial de privacidade para aquele novo equipamento. Neste caso, o Windows vai pedir que você decida quais são os dados que serão enviados para a Microsoft.

Tenha em mente uma coisa: quanto mais você deseja personalizar o Windows, mais vai sacrificar da sua privacidade. Por outro lado, quanto mais você desejar que essa privacidade se torne efetiva no novo computador, mais vai sacrificar da usabilidade no equipamento.

Logo, procure encontrar um ponto de equilíbrio neste aspecto.

A seguir, as opções que estarão disponíveis depois que você configurar o idioma do sistema operacional, a conta Microsoft e a senha ou PIN de acesso:

  • Permitir que a Microsoft e os aplicativos instalados usem a localização do seu computador.
  • Habilitar o recurso “Encontrar o Meu Dispositivo”.
  • Enviar dados para diagnóstico de problemas no Windows.
  • Melhorias nas entradas via manuscrito ou de escrita (que é dispensável se você não vai usar um lápis digital no Windows).
  • Obter experiências personalizadas através dos dados de diagnóstico.
  • Permitir que os aplicativos usem o ID de publicidade (desligue isso se não quer que o Windows envie publicidade a partir dos seus dados).
  • Personalizar a experiência do Windows.
  • Realizar uma cópia de segurança dos seus arquivos com o OneDrive.

Todas essas configurações podem ser modificadas depois que o Windows for configurado pela primeira vez, caso você esteja com muita pressa para usar o novo computador.

 

Desinstale os aplicativos pré-instalados que você não quer usar

O Windows 11 vem com uma série de programas pré-instalados que você não vai utilizar, e esse número de apps pode variar para mais ou para menos, de acordo com o fabricante do computador em questão.

Logo, antes mesmo de começar a utilizar o Windows 11, recomendo que você desinstale todos os softwares que você não precisa. Alguns fabricantes podem adicionar uma quantidade enorme de crapwares inúteis, e você não vai querer lidar com esse monte de lixo no uso do novo computador.

Sem falar que a remoção desses softwares pode representar uma melhora sensível de desempenho e usabilidade no Windows 11, dependendo do tipo de aplicativo que será eliminado.

Existem dois métodos para desinstalar aplicativos no Windows 11.

O primeiro método é acessando as Configurações do Windows, entrar no item Aplicativos > Aplicativos e Recursos para ver a lista completa de programas instalados no computador. Então, remova aquele que você entende que não serve para nada em sua vida.

O segundo método é clicar em Iniciar e digitar o termo Painel de Controle para acessar a clássica lista Adicionar ou Remover programas. Então, e só desinstalar o software da lista que vai aparecer.

 

Verifique se existem atualizações do Windows ou dos drivers instalados

Depois de se desfazer dos aplicativos inúteis, atualize o Windows 11 que veio de fábrica sem as devidas correções e updates.

Para isso, entre nas configurações do Windows e acesse o Windows Update para procurar pelas atualizações de software. Instale tudo o que está pendente para deixar o seu Windows 11 o mais atualizado possível.

O procedimento também vai atualizar os drivers ou controladores de hardware compatíveis com o seu computador. O Windows pode fazer isso por conta própria, mas vale a pena ter o máximo de controle possível neste aspecto, realizando o processo manualmente.

 

Pense em qual navegador web você quer utilizar

É muito importante escolher um navegador web que se adapte às suas necessidades, não se limitando ao Microsoft Edge, imposto pela gigante de Redmond. Logo, instale e teste as diferentes alternativas disponíveis, e se você não se convencer com um software, tente outro.

Opções neste sentido não faltam: Google Chrome, Opera, Firefox, Brave, Vivaldi e tantos outros que podem oferecer uma excelente experiência de uso na web.

Tenha em mente que sua decisão também pode depender do navegador web que você utilizava no antigo computador, pois em muitos casos você vai precisar a sua conta de usuário neste software para importar favoritos, histórico de navegação e senhas.

E realizar esse processo manualmente pode ser uma tarefa bem incômoda.

 

Comece a instalar os seus aplicativos e programas

Essa é a parte mais divertida para muitos usuários de computador.

Dedique um tempo para instalar os seus aplicativos e programas preferidos ou mais importantes. Você pode encontrar os softwares na loja de aplicativos do Windows, através do download das versões atualizadas nas páginas oficiais dessas ferramentas ou com ferramentas que instalam dezenas de programas de uma única vez.

Vale a pena também aproveitar esse momento para conhecer novos programas para instalar no equipamento, ou recorrer às listas de apps que fazem parte de categorias específicas de software.

 

Considere vincular o seu smartphone Android com o Windows

A Microsoft é muito competente ao integrar o Windows com dispositivos Android através de um aplicativo próprio e especificamente pensado nessa tarefa.

Ao iniciar sessão nos dois dispositivos com a mesma conta Microsoft, os equipamentos ficam vinculados, melhorando a comunicação entre eles, permitindo que você realize tarefas integradas como receber mensagens de SMS no PC e transferir as alterações realizadas no smartphone para o computador.

Além disso, você pode instalar no Android alguns aplicativos criados pela Microsoft que se integram de forma nativa no Windows, como o OneDrive (por exemplo). Tais recursos podem aumentar de forma considerável a sua produtividade no computador e no smartphone.

 

Modifique e personalize o Windows e suas opções

Chegou a hora de personalizar a estética do Windows, para que o sistema operacional fique com a sua cara.

Quase tudo o que você vai fazer passa pelo item de Personalização dentro das Configurações do Windows, que é a área que permite a mudança do fundo de tela para cada ambiente virtual, modificar o menu Iniciar para que ele fique do seu jeito, alterar o ponteiro do mouse, os ícones de aplicativos, personalizar a tela de bloqueio e widgets, entre outros elementos do sistema operacional da Microsoft.

 

Decida sobre os aplicativos que vão iniciar junto com o sistema operacional

Escolher quais são os programas que vão iniciar junto com o Windows pode ser algo decisivo para o melhor desempenho do sistema operacional durante a sessão de uso.

Muitos programas iniciando junto com o Windows pode afetar negativamente a experiência de uso mais fluída do sistema operacional. Por isso, em Configurações > Aplicativos > Início, ative ou desative os programas que você quer que sejam executados no momento que você ligar o computador.

Outra maneira para realizar o controle desses aplicativos é pressionando ao mesmo tempo as teclas Ctrl + Alt + Del para entrar no Administrador de Tarefas. Dentro dessa janela, clique em Mais Detalhes e, depois, entre na aba Início. Aqui, você pode ver o impacto de cada aplicativo na inicialização do Windows e, a partir desse ponto, você pode desabilitar aqueles que mais afetam o desempenho do computador neste aspecto.

 

Personalize as suas pastas mais destacadas

Se você tem uma unidade de armazenamento secundária, pode querer mudar a localização das pastas básicas ou principais (downloads, documentos, músicas, vídeos, fotos etc.).

Para isso, clique com o botão direito do mouse sobre uma dessas pastas especiais no Explorador de Arquivos do Windwos, e no menu que vai aparecer, clique em Propriedades. Na janela que vai aparecer, clique na aba Localização e clique no botão Mover. Então, escolha a pasta dentro do seu computador para ser o novo destino para essa pasta.

Vale a pena também organizar quais são as pastas que vão aparecer no Acesso Rápido como as primeiras que vão aparecer na coluna da esquerda do Explorador de Arquivos. Para isso, clique com o botão direito na pasta que você deseja e escolha a opção Fixar no Acesso Rápido no menu que vai aparecer.

 

Modifique as configurações de energia e suspensão

Ajustar as configurações do gerenciamento de energia e suspensão do computador pode evitar que o seu computador entre em suspensão antes que você deseja, prejudicando o seu trabalho de momento.

Para isso, entre nas Configurações do Windows e, depois, em Sistema. Então, escolha Energia e Bateria e abra as opções de Tela e Suspensão no item de Iniciar/Desligar. O ideal é que você prepare o computador para sempre desligar pela noite ou quando você não estiver utilizando o equipamento.

Você também pode desativar a suspensão automática para ativar esse recurso de forma manual, deixando o equipamento ligado o tempo todo para atender as suas necessidades de uso.

 

Considere fazer cópias de segurança

Depois de tanto tempo preparando o Windows 11 para o primeiro uso, vale a pena fazer uma cópia de segurança para conservar todas as mudanças. Você não vai querer que um malware acabe com todo o trabalho que você teve até agora, certo?

Você pode personalizar essa cópia de segurança, configurando o Windows para ativar ou desativar que seus aplicativos e configurações sejam salvos, além de sincronizar todos os elementos instalados em todos os computadores que você possui com a mesma conta Microsoft ativa.

Outra forma de realizar cópias de segurança é salvando os dados em um disco rígido externo ou pendrive (dependendo da capacidade de armazenamento da unidade). Esses dados poderão ser restaurados no equipamento em caso de problemas mais sérios no Windows.


Compartilhe