Comprei um novo iPhone: e agora, o que eu faço?

Compartilhe

Antes de qualquer coisa: parabéns, já que você comprou um iPhone. Este é um dos melhores smartphones do mercado, e tenho certeza que a sua experiência com ele tem tudo para ser plenamente satisfatória.

Porém, chegou a hora de dar os primeiros passos no dispositivo antes de começar a viver com ele, e a dúvida que dá titulo a este post é mais frequente do que se imagina: o que eu faço primeiro com o meu novo iPhone?

Aqui, vou deixar os passos mais básicos e essenciais que você deve tomar na primeira utilização do seu novo smartphone. Através deste guia rápido, você sabe o que fazer logo depois de retirar o novo dispositivo da caixa (após admirar o telefone em suas mãos por alguns minutos).

 

 

 

A primeira decisão: o seu Apple ID

 

Se você e um novo usuário das plataformas da Apple, precisa criar um novo Apple ID. É através dele que todo o ecossistema de produtos e serviços da gigante de Cupertino vai identificar você e suas informações de usuário, além de identificar os dispositivos e aplicativos cadastrados. Agora, se você já é um usuário do iPhone de longa viagem e apenas adquiriu um novo telefone da empresa, basta cadastrar o seu Apple ID atual e avançar nas configurações iniciais do novo dispositivo.

 

 

 

Se você vem de outro telefone, recupere os seus dados

 

Migrar os seus dados de um smartphone antigo para um novo pode ser algo penoso e complicado… no Android. Quando você compra um novo iPhone, a Apple facilita o processo ao máximo, oferecendo uma ferramenta de migração de informações de conta, aplicativos e dados armazenados, o que deixa o processo muito simples e prático. Use este aplicativo e veja como é simples realizar esta migração.

 

 

 

Proteja o seu iPhone com o Face ID

 

 

Os modelos mais recentes do iPhone substituem o Touch ID (proteção biométrica pela digital) pelo Face ID (proteção biométrica pela identificação facial), que é mais segura e mais prática para a grande maioria dos usuários. Logo, vale a pena configurar esse recurso no seu novo iPhone, para que os seus dados sejam fiquem seguros desde o primeiro minuto de uso com o dispositivo.

 

 

 

Decida quais dados você vai enviar para a Apple

 

 

Na primeira configuração, o iPhone (ou melhor, o iOS) pergunta quais são os seus dados pessoais que serão enviados para a Apple. Essa funcionalidade de software faz parte dos ajustes de Privacidade, e é uma forma da gigante de Cupertino mostrar a sua transparência ao usuário neste aspecto (depois de levar uns puxões de orelha pelas mancadas no passado). Vale a pena revisar essas informações, para evitar que Tim Cook saiba mais sobre você do que você deseja.

 

 

 

Busque por atualizações do iOS

 

Quando o seu iPhone chega até você, as chances do iOS instalado nele estar desatualizado são enormes. Por isso, vale a pena também procurar por atualizações disponíveis e, se encontrar alguma, instalar essa atualização antes de começar a usar o smartphone para valer. Com certeza algumas correções de recursos e brechas de segurança serão implementadas no dispositivo.

 

 

 

Desinstale os apps pré-instalados que você não deseja

 

Até o iPhone pode vir com crapwares, ou aplicativos que você com certeza não vai utilizar. Logo, vale a pena gastar um tempo para remover os aplicativos indesejados, seja para liberar algum espaço extra para outros apps e arquivos pessoais, seja para deixar o seu dispositivo mais limpo e organizado neste aspecto.

 

 

 

Comece a instalar os seus aplicativos favoritos

 

Agora que você removeu os apps indesejados, você pode querer instalar aqueles aplicativos que são os seus preferidos ou os mais necessários para a sua vida conectada. Dedique um tempo para instalar esses programas, se é que eles já não foram instalados na migração de dados realizada lá no começo deste artigo.

 

 

 

Seu iPhone vai trabalhar ainda melhor com um Mac

 

 

Eu sei que nem tudo tem um Mac em casa, mas para quem possui um computador da Apple, sempre vale a pena conectar o seu novo iPhone com esse dispositivo. Os dois vão conversar muito bem juntos, e você só terá vantagens na experiência de uso com essa parceria entre iDevices.

 

 

 

Personalize o iOS do seu jeito

 

 

Finalmente! A Apple entendeu que tudo o que a maioria dos usuários do iPhone mais queria era personalizar o iPhone com widgets, planos de fundo personalizados e outros elementos visuais que agregam uma maior identidade ao telefone. Vale a pena perder um tempo nisso para deixar o seu novo telefone com a sua cara desde o primeiro dia de uso.

 

 

 

Personalize as notificações

 

Da mesma forma que você vai personalizar a interface do iOS, é interessante personalizar a forma em como você vai receber as notificações de eventos, e-mails, mensagens recebidas e outras atividades no dispositivo. Essas personalizações podem ser visuais e auditivas, e podem ajudar (e muito) na sua produtividade diária.

 

 

 

Deixe cópias de segurança ativas

 

Considere a possibilidade em deixar backups automáticos ativos. Por mais que você tenha o máximo de cuidado com o seu novo iPhone, não dá para garantir que ele não será uma vítima fatal de uma queda acidental, ou que algum alheio mal intencionado acabe furtando o dispositivo. Ter o backup de tudo no iCloud é uma forma de recuperar os seus dados em caso de problemas mais sérios.

 

 

 

Chegou a hora de usar e se aprofundar

 

7

Feito tudo isso, não resta outra coisa a fazer a não ser aproveitar dos benefícios que o seu novo iPhone pode oferecer. Explore o dispositivo de todas as formas e aprenda a cada dia algo novo que o telefone pode oferecer. E tenha sempre uma excelente experiência de uso com esse smartphone singular.


Compartilhe