Uma matéria da Bloomberg revela que alguns aplicativos podem saber quando você desinstalou o app do seu smartphone.

A remoção de um aplicativo no Android ou iOS faz com que todos os seus rastros desapareçam do dispositivo. Porém, existe um calcanhar de Aquiles: as notificações push.

A matéria cita as empresas que realizam análise analítica na web, já que elas oferecem a possibilidade de registrar quando o usuário desinstalou um aplicativo, algo que pode ir contra as normas da Google e da Apple para os seus respectivos sistemas operacionais.

Através de notificações silenciosas, os desenvolvedores podem estabelecer a conexão entre aplicativos e servidor, para receber notificações tão logo uma novidade esteja disponível, mas também para saber se o usuário desinstalou o aplicativo. Se não há resposta à notificação push, o aplicativo se marca como desinstalado.

Isso é muito útil para os desenvolvedores entenderem o que pode ter causado a desinstalação, com enormes chances de identificar quem e por que aquele usuário desinstalou o aplicativo.

O problema é que o sistema também pode ser usado para perseguir o usuário, enviando publicidade para que o mesmo volte ao aplicativo ou e-mails com publicidade que incitam a isso.

Vale lembrar que as ferramentas para desenvolvedores oficiais já mostram em suas estatísticas quantas pessoas desinstalaram o aplicativo, além de dados anônimos sobre a versão do app, sistema operacional, idioma e país. Já a notificação push permite descobrir exatamente quem é aquele usuário.

A possibilidade existe, e é difícil saber se há um abuso no uso desse sistema e de que modo. De qualquer forma, na próxima vez que você começar a ver publicidade de um aplicativo que acabou de desinstalar, comece a desconfiar.

 

Via Android Police