Será que a sua operadora de banda larga fixa (ou móvel, em vários casos) entrega a velocidade que você contratou? Bem sabemos que isso nem sempre acontece na prática, e é fundamental você contar com alguma ferramenta para verificar se você está recebendo por aquilo que você está pagando.

A grande maioria dos clientes não verificam se a velocidade de internet contratada é aquela entregue nos seus equipamentos. Sem falar que tempos sempre que lembrar que uma coisa é a velocidade máxima oferecida, e outra (bem diferente) é a velocidade de conexão real entregue pela operadora, e diversos fatores podem influenciar no resultado final.

Nesse post, vamos recomendar duas ferramentas que podem entregar resultados diferentes, de acordo com os critérios de medição.

O primeiro é o Speedtest.net, que oferece resultados confiáveis em um teste muito simples de utilizar. Basta carregar a sua página em qualquer navegador web, e a ferramenta nos oferece o IP público, a sua localização e o provedor de internet.

Um simples clique, e o teste começa. Você ainda pode escolher o servidor onde pretende realizar o teste. De um modo geral, quanto mais próximo de você melhores serão os resultados. A ferramenta vai devolver os resultados de velocidade máxima alcançada para download e upload, além do ping obtido.

O Speedtest.net também tem aplicativos dedicados para conexões móveis via Android e iOS e equipamentos com Chrome OS. Os usuários do Windows 10 também contam com um app dedicado na Microsoft Store para testes mais precisos.

O segundo serviço de medição de velocidade que recomendo é o Fast.com, um serviço fornecido pela Netflix, que consegue ser ainda mais simples que o Speedtest.net. Afinal de contas, você acessa a página do Fast, e ele já faz o teste, entregando os resultados poucos segundos depois.

 

 

Conselhos para testar a velocidade de conexão de internet

– Utilize uma conexão cabeada (Ethernet LAN) para melhores resultados
– Faça o teste direto no roteador principal, desligando os demais (se tiver)
– Evite outros dispositivos conectados ou atividades de P2P ou streaming que podem causar distorções nos resultados dos testes
– Os resultados de testes em WiFi serão naturalmente com valores menores, mas desligue os demais dispositivos que podem consumir dados
– Localize o canal WiFi menos saturado possível, e fique o mais perto possível do roteador para os testes
– Nos testes com banda larga móvel, vá para um local aberto e com bom sinal do provedor
– Execute várias medições para obter uma média em diferentes horários do dia. Voc~e pode se surpreender com os resultados diferentes