Como seria o Windows 10 nas mãos da Apple?

Compartilhe

O Windows 10 funciona bem em qualquer tipo de computador, mas não é um sistema operacional redondo. Tem problemáticas atualizações, entrega bloatwares, conta com problemas de privacidade e, para muitos, não é um produto finalizado na sua estética e experiência de uso, mesmo depois de quatro anos de mercado.

Parte do problema está nos eu conceito. Desde o Windows 8, a Microsoft optou por um produto que pudesse ser funcional em qualquer tipo de dispositivo, e o resultado disso foi uma interface híbrida que não agradou a ninguém. Os clientes dos dekstops clássicos ficaram furiosos, e o fiasco no segmento mobile limitou essa proposta. A Microsoft foi melhorando a interface do Windows 10 com o passar do tempo, mas sem fazer os arremates necessários.

Pois bem, o criador Kamer Kaan Advan, que já lançou vídeos de versões anteriores do Windows devidamente atualizadas, apresentou a sua proposta do Windows 10 se a mesma fosse desenvolvida pela Apple, que também tem os seus problemas com o macOS, mas com uma integração de hardware e software e experiência de uso e interface mais ajustadas.

Tal e como esperado, o resultado é muito elegante, apesar de ter um ar de Frankenstein. As reformulações passam pela barra de Início na parte superior, novas opções no acesso rápido, como o AirDrop e o iCloud, um iMessage para Windows e o Safari no lugar do Edge.

Além disso, a Central de Ações foi redesenhada, assim como a Central de Controle e as notificações, além de um elegante modo escuro, fundos de tela dinâmicos e desbloqueio do PC via iPhone.

 

 

O que temos aqui?

Um conceito curioso sobre como seria o Windows 10 pelas mãos da Apple, e nada mais. Não dá para imaginar que a Microsoft vai abraçar essas ideias apresentadas no vídeo (que você pode conferir no final do post). No máximo temos uma grande ideia para que algum desenvolvedor de software copie tudo e entregue em algum aplicativo modificado que pode ou não chegar ao nosso mundo no futuro.

É correta a afirmação que a Microsoft vai seguir melhorando o Windows 10 nos seus aspectos estéticos, tal e como vimos na renovação dos ícones e na ampliação da linguagem de design Fluent Design. Já a problemática de sua concepção será um desafio mais complexo para ser superado.

De qualquer forma, imaginar como seria um grande produto de tecnologia se o mesmo fosse lançado ou redesenhado pela concorrência sempre foi algo curioso e divertido. Para algumas pessoas, apesar dessa modificação parecer ser algo bem atraente, ao mesmo tempo, ela parece um pouco forçada, algo que não é incomum nesse tipo de mashups.

Por outro lado, como muitas coisas no mundo da tecnologia são copiadas nos aspectos estéticos (descaradamente, em alguns casos), não seria nenhum absurdo ver a Microsoft “pegando emprestado” algumas boas características do macOS e até do Android em um futuro a médio prazo.

Até porque a Apple já fez esse “empréstimo” no próprio macOS e no iOS em um passado não muito distante. E, vamos ser um pouco mais coerentes e racionais: no mundo de hoje, isso nem é tão grave assim.

Aprecie essa visão do Windows 10 no estilo Apple no vídeo a seguir.

 

 

 


Compartilhe