Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Como saber se tenho um vírus no iPhone

Como saber se tenho um vírus no iPhone

Compartilhe

vírus no iphone

Se em algum momento alguém disse para você que não existe vírus no iPhone, esse alguém mentiu. O que é correto dizer é que as políticas estabelecidas pela Apple tornam o iOS muito mais seguro que o Android. Mas não dá para afirmar que o sistema operacional da maçã mordida é imune às ameaças virtuais.

Por isso, é importante você saber quais são os comportamentos anormais que podem aparecer no seu iPhone que podem denunciar a presença de algum vírus ou malware. Este post não só vai mostrar como você pode detectar a presença de um software malicioso no smartphone da Apple, mas também o que você deve fazer para resolver o problema por conta própria.

 

 

 

Os tipos de vírus, mesmo com baixa incidência

Como eu disse antes, ter uma maior proteção não significa que você está imune. Toda precaução é válida, já que o seu iPhone pode ser vítima de adwares, trojans ou spywares, que são os tipos mais comuns de ameaças virtuais que afetam os smartphones da Apple neste momento.

O fato de não existir uma loja de terceiros que forneça aplicativos da Apple é o que ajuda a reduzir a incidência de vírus no iPhone. Todo mundo sabe o que acontece no Android: como os usuários podem fazer o download e a instalação de aplicativos de fontes desconhecidas, a vulnerabilidade do sistema operacional do Google é muito maior.

Porém, o iOS não é infalível. Um dos tipos de malwares mais comuns no iPhone é aquele que contamina dados do calendário, inserindo links maliciosos em eventos que não foram criados pelos usuários, redirecionando o acesso para sites que roubam os dados da vítima.

 

 

É uma forma diferente de realizar SPAM. E bem mais complexa de ser removida, já que no caso dos e-mails fica bem mais fácil detectar quando recebemos uma mensagem maliciosa. Os usuários já estão minimamente educados para as ameaças dos correios eletrônicos. No caso do calendário, isso passa um pouco batido.

Apesar do SPAM no calendário não ser exatamente um vírus, ela é uma ameaça em potencial que precisa ser sanada de alguma forma. Por isso, vale a pena seguir os passos abaixo para eliminar esse tipo de eventos do seu iPhone:

  • Abra os ajustes do iPhone, e acesse o item Calendário
  • Toque em Contas
  • Toque em Calendários Registrados
  • Toque em Eliminar Conta

 

De novo: é bem difícil você se deparar com um aplicativo de terceiros instalado no seu iPhone de forma não autorizada. O próprio iOS identifica se tem algo errado e, ou não instala o aplicativo, ou informa o usuário que precisa decidir o que fazer.

E a sua decisão neste caso é remover imediatamente este aplicativo.

Por fim, vale a pena revisar as inscrições que você fez em diferentes sites web espalhados pela web. Algum aplicativo pode ter inscrito você de forma involuntária em um serviço malicioso. O que, de novo, é bem raro de acontecer, pois isso apontaria para um malware, algo que o iOS barraria logo de cara.

 

 

 

Como evitar malwares no iPhone

Alguns comportamentos podem ajudar a evitar o pior no seu caro iPhone. E basicamente todos esses passos dependem de você, amigo leitor e usuário do smartphone da Apple.

O primeiro e, talvez, o mais importante deles é: não faça o jailbreak no iPhone.

A não ser que você realmente saiba o que está fazendo, não há motivos para isso. Os repositórios estão cheios de aplicativos que não são verificados, e é você quem vai pagar pelas consequências disso.

Outro comportamento a ser adotado é jamais clicar em links suspeitos recebidos por SMS, e-mail, redes sociais e comunicadores instantâneos. Se você não conhece a procedência, não clique. Simples assim.

Por fim, evite se conectar em redes WiFi desconhecidas ou desprotegidas, pois o tráfego delas é algo totalmente imprevisível. E mantenha o seu iPhone configurado com o Touch ID ou Face ID além da senha, para evitar que o alheio tenha acesso aos seus dados.


Compartilhe