Você pode não acreditar, mas a qualquer momento o seu smartphone pode ser hackeado. E sempre acontece quando você menos espera e, na maioria dos casos, em um momento de bobeira: na hora de baixar imagens de páginas com malware ou quando clicamos em um link suspeito.

Há muitas formas de pessoas mal intencionadas encontrarem uma brecha e acessar os seus dados pessoais. Por isso, é importante reconhecer os sintomas que indicam quando um smartphone foi hackeado.

 

 

O dispositivo fica muito quente e muito rapidamente

Os hackers podem ter acesso ao seu dispositivo mesmo quando ele está em standby, por conta da presença de aplicativos maliciosos que ficam rodando em segundo plano, o que faz com que o seu dispositivo fique superaquecido.

 

 

A bateria se esgota mais rápido que o normal

Se antes a sua bateria tinha uma autonomia mais longa que agora, a culpa pode não ser de uma eventual degradação da mesma, mas sim do uso exagerado dos malwares rodando em segundo plano. Lembre-se que há um consumo maior de energia se ele está o tempo todo rodando programas.

 

 

O equipamento é muito mais lento que o normal

Se você notou uma queda considerável na velocidade dos seus aplicativos e no tempo de resposta geral do seu smartphones, más notícias. De novo, o fato de rodar muitos aplicativos de malware em segundo plano faz com que o seu dispositivo fique mais lento e acabe consumindo muita memória RAM.

 

 

Receber e enviar mensagens estranhas

Se o seu dispositivo está nas mãos de terceiros, eles podem começar a enviar mensagens para os seus contatos em seu nome, seja via WhatsApp ou por qualquer outro serviço de mensagens. Você também pode receber mensagens estranhas nas suas diferentes contas.

 

 

Como solucionar isso?

 

 

Você pode começar desinstalando os aplicativos que você baixou de algum aplicativo de terceiros, ou seja, fora das lojas oficiais do Android e do iOS, já que eles são as principais fontes de ingresso de malwares nos dispositivos. Apps que normalmente prometem a oferta de internet grátis ou que prometem melhorar o desempenho do smartphone e da bateria são os mais utilizados pelos hackers.

Se ao desinstalar esses apps o seu smartphone continua com o desempenho afetado, é altamente recomendado reiniciá-lo de fábrica. Uma formatação deve eliminar as ameaças virtuais eventualmente presentes no dispositivo.