TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como saber quem está rastreando você ao usar o Safari no iPhone, iPad e Mac | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como saber quem está rastreando você ao usar o Safari no iPhone, iPad e Mac

Como saber quem está rastreando você ao usar o Safari no iPhone, iPad e Mac

Compartilhe

A Apple sempre deu muita ênfase para a segurança do usuário (ou pelo menos fala muito sobre isso), e adotou diferentes medidas para garantir uma maior proteção na hora de utilizar os seus dispositivos. Uma prova disso é o “Entrar com Apple”, que permite iniciar sessão nos aplicativos e serviços via Apple ID, de forma completamente anônima. Dessa forma, a empresa que recebe o seu cadastro não tem acesso aos seus dados reais.

As novas versões dos sistemas operacionais da Apple receberam novas opções de segurança e privacidade. E o Safari (que é o navegador padrão do iPhone, iPad e Mac) possui uma função que permite saber quem está rastreando a nossa navegação ao visitar uma página web. E nesse post, vamos mostrar como este recurso funciona.

Tal característica está presente no iOS 14, iPadOS 14 e macOS 11 Big Sur, e se integra diretamente ao Safari para conhecer quais são os serviços que estão tentando realizar o rastreamento de nossa navegação, desativando como padrão essa monitorização indesejada.

Muitos portais usam plataformas diversas para obter dados dos usuários, com o argumento de “maximizar” a experiência de uso. Porém, alguns desses serviços coletam dados de forma completamente anônima, enquanto que outros procuram identificar os nossos interesses para enviar publicidade relacionada ou direcionada. Ou até mesmo compilam os dados pessoais sem aviso prévio para compartilhamento com terceiros.

O novo método implementado pela Apple permite a identificação dos serviços ou plataformas que tentam rastrear a nossa navegação, e esses dados podem ser identificados de forma mais simples por 30 dias.

 

 

 

Como funciona o rastreador do Safari?

 

 

O novo recurso passa a ser padrão no Safari quando utilizado no iOS 14, iPadOS 14 e macOS 11. Ao abrir o navegador, um novo ícone em forma de escudo mostra quais rastreadores tentaram acessar nossos dados.

Vai aparecer primeiro um pequeno relatório dos últimos 30 dias, com o número de rastreadores bloqueados e sua porcentagem, além do rastreador mais bloqueado em diferentes sites. Mais abaixo, uma lista com todos os sites visitados ao longo dos 30 dias vai aparecer, assim como o número de rastreadores bloqueados nesses sites. Ao acessar esse site, podemos ver as páginas web ou os serviços que tentaram coletar dados e a qual empresa esses serviços pertencem.

Para acessar a ferramenta de bloqueio, siga os passos abaixo:

 

No iPhone e iPad: abra o Safari e acesse qualquer página web. A seguir, clique no ícone ‘aA’ que aparece na parte superior, ao lado da barra de navegação. Depois, clique em Tracking Report. Vai abrir uma aba com o relatório de rastreamento.

 

No Mac: abra o Safari e, ao lado da barra de navegação, vai aparecer um escudo. Clique sobre ele para acessar o relatório de rastreamento.

 

É importante mencionar que a possibilidade do Safari desativar os rastreadores já está disponível a algum tempo no navegador, mas a nova opção torna possível saber de forma específica quais são os serviços que tentam rastrear nossa navegação foram bloqueados. Além disso, a desativação dos rastreadores não faz com que você perca funções de navegação, mas evita que serviços de terceiros coletem os seus dados de forma não autorizada.


Compartilhe