Compartilhe

O setor de câmeras fotográficas digitais mudou muito em 20 anos. O sucesso das compactas e reflex digitais da década de 2000 contrasta com a queda absoluta de vendas pouco depois que o iPhone apareceu no mundo.

Um gráfico deixa claro que, mesmo sem ser notáveis no começo, os smartphones desde sempre despertaram o interesse dos usuários, disparando o fenômeno de compartilhamento de fotos nas diversas redes sociais e em tempo real.

Até porque…

 

 

Uma imagem vale mais do que mil palavras

O gráfico publicado pelo Reddit deixa claro: da mesma forma que falamos de compactas, DSLR, mirrorless ou qualquer outra variação nesse segmento, os smartphones acabaram com o negócio tradicional das câmeras digitais.

O que os smartphones fizeram no mercado desde 2010, com o pico de vendas de telefones que se confirmou ano após ano, e fizeram com que a guerra fotográfica não mais fosse protagonizada por câmeras que são câmeras, mas pelas câmeras dos nossos smartphones.

 

 

Tudo bem, o gráfico tem alguns problemas. Entre eles, que a vida útil de uma câmera de fotos digital é muito mais longa que a de um smartphone, que tradicionalmente morre com o fim do ciclo de atualizações do dispositivo em si.

Além disso, as câmeras digitais (especialmente a partir de uma determinada faixa de preço) sempre serão superiores ao melhor smartphone fotográfico que podemos imaginar, e essas são as câmeras que as pessoas seguem comprando, fazendo com que essa indústria continue a movimentar, apesar do fato que é possível ter um smartphone com uma câmera com ótima qualidade.

De fato, o grande problema do gráfico não é tanto a queda nas vendas das câmeras digitais, mas sim que nesse momento tem muito mais pessoas registrando fotos. Com o seu smarpthone, sem dúvida. Mas o segmento da fotografia se enriqueceu e se tornou muito mais diversificado com a aparição de todos esses telefones e plataformas que favorecem e impulsionam o compartilhamento de fotografias (muito decentes) a qualquer momento.

 

Via Reddit


Compartilhe