Wetten.com Brasil Apostas
Home » Internet » Como os apps de encontros se adaptaram à quarentena

Como os apps de encontros se adaptaram à quarentena

Compartilhe

Eu nem precisava escrever isso, mas se faz necessário para entrar no tema desse post: todos perceberam claramente que, durante os últimos meses, nossas relações sociais e interpessoais se modificaram drasticamente. A quarentena obrigatória fez com que todos deixassem de encontrar familiares, amigos e outros tipos de relacionamentos. Por outro lado, também conhecemos várias outras pessoas (e encerramos amizades com outras, dependendo do posicionamento político de cada um).

Pode não parecer, mas um segmento que está vencendo em tempos de confinamento é justamente o dos aplicativos para encontros. Mesmo que, nesse momento, boa parte do mundo não possa encontrar outra pessoa em um restaurante ou na praça da cidade.

Isso aconteceu porque o isolamento social não fez com que os usuários se distanciassem desses aplicativos, que continuaram funcionando normalmente e, em alguns casos, receberam novas funções para aproximar ainda mais as pessoas, mesmo que à distância.

O resultado dessa combinação de fatores é que as pessoas agora passam muito mais tempo nesses aplicativos de encontros. Porém, os apps sabem que não podem dormir no ponto, e precisam ser atraentes para um grupo de usuários cada vez maior e mais dinâmico. Por isso, esses aplicativos estão se adaptando aos novos tempos.

Todos os aplicativos de encontros implementaram alguma novidade nos últimos meses para seguir premiando aos usuários que, nesse momento, não podem se encontrar com outras pessoas. No máximo essas pessoas agora passam horas nas chamadas de vídeo para fazer planos para o futuro, mesmo que de forma enganosa (quem é que faz planos para o futuro com uma pessoa que acabou de conhecer?).

De qualquer forma, vamos conferir nesse post quais são os cinco aplicativos de encontros mais populares durante a quarentena.

 

 

 

Top 5 dos apps de encontros em tempos de isolamento social

 

O campeão de audiência nos apps de encontros em tempos de quarentena é o Tinder, que se transformou no meio preferido para conhecer outras pessoas, principalmente para os jovens. Por causa disso, o app trabalha para que, até o final de 2020, seja possível realizar chamadas de vídeo dentro da própria ferramenta.

Antes disso, o Tinder liberou o recurso Passport, que oferece a possibilidade de você se conectar com qualquer pessoa, independente dos limites geográficos e sem se valer tanto da localização do dispositivo e/ou usuário. Algo que tem muita lógica nesse momento, pois isso significa que temos um leque maior de pessoas para conhecer.

O Match Group é da mesma empresa responsável pelo Tinder, e é popularmente conhecido como Match. Ele também começou a oferecer em alguns países o modo de contato direto de encontros (virtuais) à distância, que é um serviço onde os usuários podem conversar com um especialista na área ao vivo, de forma gratuita.

Já o Grindr está oferecendo um maior leque de funções e opções de entretenimento sem a necessidade de sair do aplicativo, estimulando os usuários a compartilhar conteúdos próprios ou criar fóruns de discussão sobre alguns temas. Nem preciso dizer que tal medida reforça a interação entre os usuários, o que aumentam as chances de se conhecer outras pessoas.

Tanto o Badoo como o Bumble impulsionaram os serviços de chamadas de vídeo e voz em seus respectivos aplicativos, e incentivam os usuários a utilizar tais recursos como via válida para conhecer outras pessoas antes da possibilidade de um encontro presencial, algo que deve demorar a acontecer.

Como você pode ver, todos os principais aplicativos de encontros estão passando por uma ótima fase de popularidade, e aproveitam o momento para estimular os usuários a permanecer o máximo de tempo possível dentro desses apps. Nota-se que a quarentena promoveu uma repaginação na interação entre as pessoas, o que pode resultar em uma mudança mais permanente nos hábitos de uso desses aplicativos.


Compartilhe