Como os aplicativos têm ajudado a lidar com o isolamento social

Compartilhe

Aplicativos facilitam a vida das pessoas, principalmente na quarentena – Fonte: Pilkist

O isolamento social imposto pela pandemia do novo Coronavírus, apesar de ser a única forma eficiente de reduzir o contágio, tem afetado emocionalmente e psicologicamente a população brasileira. Cansado de ficar em casa e sem contato pessoal, o brasileiro tem buscado por alternativas virtuais para afastar a solidão e melhorar a qualidade de vida. 

 

A internet desempenha um papel essencial na busca por entretenimento à distância. Desde assistir filmes na Netflix e jogar em sites de cassino online até frequentar shows e  museus virtuais, a quantidade de opções disponíveis é cada vez maior. 

 

Assim como o distanciamento social aumenta a procura por jogos online, também foi registrado um aumento expressivo na instalação e uso de aplicativos de celular. De acordo com o levantamento feito pela AppsFlyer, líder global em atribuição e análise de dados de aplicativos, houve 25% de aumento no número de instalações no Brasil entre março e abril deste ano.

 

Tal a popularidade dos aplicativos hoje, que eles não são mais restritos ao público jovem. Pelo contrário: grupo de risco para a Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, os idosos têm se adaptado ao uso de aplicativos para matar a saudade de seus entes queridos e resolver afazeres em segurança, como transações bancárias e compras de supermercado. 

 

Além dos aplicativos mais conhecidos, como os de jogos, delivery e financeiros, a oferta de apps disponíveis para download é imensa. Hoje existem diferentes aplicativos para tudo: acompanhar a alimentação e a saúde, cursos diversos, receitas, leitura e até para ajudar a pegar no sono

 

Este novo nicho de consumo provocou a criação de um novo segmento econômico: o mercado de monetização de aplicativos. Ele é constituído por startups focadas em melhorar a performance de aplicativos através de campanhas que incentivam o download pelo público.

 

 

 

Dicas de apps para ajudar na quarentena

 

Para quem está em busca de novas opções para seus smartphones, seguem algumas sugestões de aplicativos disponíveis para iOS e Android que podem ajudar a passar a quarentena com saúde e entretenimento.

 

Headspace

 

O Headspace é um aplicativo de meditação com diferentes opções adequadas a objetivos distintos – incluindo cenários como estresse de trabalho e concentração. Depois de duas semanas grátis, a plataforma cobra assinatura R$ 12,99 ao mês. Ele pode ajudar como uma válvula de escape para as crises de ansiedade que muita gente tem sentido durante a quarentena.

 

Everyday

 

O Everyday é um simples e belo rastreador de hábitos. É para aquelas pessoas que gostam de se organizar em busca de disciplina para criar bons hábitos de saúde, alimentação, leitura, estudos e o que mais quiserem. O aplicativo permite que o usuário liste hábitos, estabeleça metas e acompanhe seu andamento em um lindo quadro colorido. 

 

Houseparty

 

O Houseparty permite um grande “encontro online” com os amigos, sendo possível conversar através de vídeo, jogar em grupo, fazer testes, entre outros recursos. Desde o começo das quarentenas em diferentes países, o aplicativo tem sido muito procurado, somando mais de 2 milhões de downloads só na semana passada.

 

Tik Tok

 

O Tik Tok é um aplicativo que tem alcançado uma popularidade incrível, tendo ultrapassado o número de downloads do Instagram no ano passado. Ele permite assistir, criar e compartilhar vídeos de 15 a 60 segundos – geralmente com uma trilha sonora de fundo – diretamente do seu smartphone. 

 

Ele é útil como um alívio cômico em meio à crise. Entre um vídeo e outro, estão garantidas algumas risadas e até mesmo a descoberta de alguma música interessante. Também é possível criar desafios com os amigos, entre outras brincadeiras.

 

Nike Training Club

 

O Nike Training Club é um aplicativo de exercícios que traz quase 200 treinos disponibilizados em grupos diferentes, como “grupo muscular” ou “tipo de treino”. A promessa do app é substituir um personal trainer presencial, inclusive criando treinos personalizados para cada usuário de forma gratuita. Ele tem um layout intuitivo onde é possível criar treinos de acordo com a preferência de cada um. Além disso, como o app “fala com você”, fica mais fácil fazer os exercícios corretamente.

 

Petit chef

 

O PetitChef é um aplicativo gratuito com milhares de receitas disponíveis, que podem ser pesquisadas não só pelo nome do prato, mas também pelo ingrediente principal e outros filtros. Seu foco é facilitar o dia a dia de quem cozinha e oferecer novas ideias do que comer em casa. 

 

Um diferencial do aplicativo é a disponibilização das informações nutricionais de cada prato, como quantidade de calorias, açúcar, etc, o que pode ser bem útil na hora de escolher opções mais saudáveis

 

Amazon Kindle

 

O Amazon Kindle é o principal aplicativo de leitura disponível para múltiplas plataformas: smartphones, tablets e computadores. E, se falando de opções para ocupar a mente durante a pandemia, nada melhor do que com leitura. O aplicativo traz uma infinidade de eBooks, inclusive muitos gratuitos em praticamente todas as categorias. 


Compartilhe