Como o Spotify mudou a forma de iniciar uma carreira musical | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como o Spotify mudou a forma de iniciar uma carreira musical | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Como o Spotify mudou a forma de iniciar uma carreira musical

Como o Spotify mudou a forma de iniciar uma carreira musical

Compartilhe

Quando olhamos em como o mundo consumia música em 2008, as opções eram as lojas de discos, comprar músicas soltas por US$ 0,99, navegar por sites para realizar downloads de singles, ouvir o rádio e esperar que a música que você gostava tocasse, ou rezar para que o arquivo em MP3 que você estava baixando no Napster, eMule ou Kazaa não fosse um vírus.

Para um artista do mercado musical daquela época, tudo ia bem se ele vendesse muitos discos, tocasse nas rádios e lotasse concertos. Se tivesse um contrato com uma gravadora poderosa, melhor ainda.

Porém, com a chegada do Spotify no mesmo ano de 2008 e sua proposta de streaming de música, o modelo de negócio tradicional foi destruído, e se você vivia de música estava com as regras modificadas.

Como é iniciar uma carreira musical nos tempos do Spotify, das reproduções e das visualizações?

 

 

Qualquer pessoa pode iniciar uma carreira musical

 

Muito além do talento ou da capacidade de fazer músicas boas ou ruins, qualquer pessoa que está disposta a tentar pode iniciar uma carreira musical. Tudo começa escolhendo uma distribuidora ou agregadora de conteúdos (o Spotify recomenda o DistroKid e o CD Baby, entre outras), seguir as instruções e a sua música está em todas as plataformas que quiser, e disponível no mundo todo por um valor em específico.

E é aqui que está uma das maiores diferenças entre ser um artista em 2008 e em 2019. Mesmo com o YouTube nascendo antes do Spotify e, como criador de conteúdo, você poder subir a sua própria música ao Napster, a realidade é que o conceito de audiência global só apareceu a partir das plataformas de streaming.

Hoje, um artista que envia uma música para o Spotify tem acesso a uma audiência em potencial de 217 milhões de pessoas em todo o mundo, 56 milhões quando olhamos para os usuários do Apple Music, ou mais de 2 bilhões de usuários mensais no caso do YouTube.

Ou seja, a era do streaming deixou o processo de promoção musical algo mais imediato, prático e orgânico. E o filtro de qualidade é sempre estabelecido pelo usuário. Pois o que importa mesmo é você ouvir a música que você mais gosta, a qualquer momento e em qualquer lugar.


Compartilhe