Você já fez uma pesquisa no Google sobre um tema em um determinado dia, encontrou os resultados que queria, mas depois de duas semanas não consegue encontrar a sequência da pesquisa que levou aos resultados desejados?

Pois é. A Google quer solucionar isso.

Uma nova ferramenta oferece um acesso mais rápido ao histórico de pesquisas. Uma vez conectado na sua conta Google, você pode analisar o que pesquisou em seu histórico. Agora, esse processo será simplificado, com a incorporação do histórico de pesquisas em buscas semelhantes.

 

 

Na prática, os resultados das pesquisas apresentam os novos resultados e uma caixa com os resultados anteriores onde você clicou. Assim, você pode repetir pesquisas anteriores e relembrar o que você já pesquisou.

O recurso Coleções permite agregar resultados de pesquisas importantes para acessar esses dados mais tarde, oferecendo um controle ainda maior sobre os resultados.

A Google também vai organizar pesquisas mais amplas em tabelas dinâmicas, com acesso rápido às informações pesquisadas. Assim, não é preciso ser muito específico nas palavras chave, pois a Google vai descobrir o que você procura, utilizando os recursos de inteligência artificial e de aprendizagem.

As novas funcionalidades estarão disponíveis nas busca da Google nos próximos meses.

 

 

No papel, é tudo muito lindo. A vida dos usuários diários do Google Search está muito mais fácil. Porém, na prática…

Tais históricos de pesquisa, que já são uma realidade no Google há muito tempo, se tornam mais dinâmicos e coletando mais dados sobre nós.

E bem sabemos que o grande negócio da Google é vender os nossos dados para anunciantes. Com mais dados combinados, a gigante de internet tem resultados mais precisos inclusive para os anunciantes, pois as chances de uma venda de publicidade mais direcionada e precisa aumentam consideravelmente.

 

 

Eu uso o Google todos os dias. Tenho como fugir disso? Sim. Porém, para o meu trabalho funcionar, é quase inevitável.

Mas… fica a dica: fique sempre de olho na forma que o Google trabalha com os nossos dados. Não queremos que tudo isso se volte contra nós.