Compartilhe

Vingadores: Ultimato é o filme com a maior bilheteria da história do cinema, e não é para menos. Meio mundo (quase literalmente) assistiu esse filme pelo menos uma vez, e uma das cenas mais memoráveis do longa dirigido pelos irmãos Russo é justamente o duelo Capitão América vs Capitão América.

A cena é espetacular e muito emocionante, mas enquanto se observa a cena também é impossível não questionar como que eles conseguiram fazer toda aquela sequência parecer tão real.

Nesse post, vamos mostrar como isso foi feito. E eu nem preciso dizer que vamos falar de spoilers de Vingadores: Ultimato. E se você não viu o filme até agora, o problema é seu.

 

 

Como Capitão América enfrentou o Capitão América

 

A Marvel ficou sabendo da inquietude dos seus fãs sobre essa cena, e enviou em seu canal oficial do YouTube um vídeo que é simplesmente imperdível. Uma entrevista com Dan DeLeeuw, supervisor de efeitos visuais na Marvel Studios mostra praticamente quadro a quadro como foi feita a montagem envolvendo a luta do Capitão contra o Capitão.

Para resumir a história: praticamente nada do que você viu naquela cena pode ser chamado de algo real, com exceção do próprio Chris Evans. Tudo foi filmado em um estúdio rodeado de telas verdes, com marcas de referência para a pós produção.

Os irmãos Russo montaram uma coreografia entre o ator e um dublê de corpo. Previamente, eles determinaram quais cenas contariam com o close do rosto do Capitão, e quais não. E, a partir disso, eles começaram a filmar os demais enquadramentos.

Seguindo esta lógica, Chris Evans gravou cada um dos lados da luta. Nos dois casos, ele não estava com o capacete, que foi adicionado na pós produção, para que a audiência conseguisse identificar qual era o Capitão América do passado.

No passo final do processo, eles utilizaram a tecnologia digital que remove o rosto do dublê e coloca o rosto do Chris Evans. Em outras palavras, utilizaram a tecnologia de deepfake para tudo funcionar.

O resultado final é impressionante, e marca um precedente para a própria indústria. O deepfake normalmente é associado com a pornografia, mas no caso de Vingadores: Ultimato, funcionou muito melhor.

 


Compartilhe