Como limitar o uso de recursos do Windows Defender | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como limitar o uso de recursos do Windows Defender | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como limitar o uso de recursos do Windows Defender

Como limitar o uso de recursos do Windows Defender

Compartilhe

O Windows Defender está se confirmando como uma solução de segurança de bom nível para o Windows 10. É de graça, e está muito bem integrado ao sistema operacional, entregando equilíbrio entre desempenho e consumo de recursos. Mas sempre podemos melhorar, certo?

Ao realizar uma verificação de segurança, o Windows Defender cobra menos do processador e leva mais tempo para uma análise mais aprofundada, para que tudo aconteça em segundo plano, e com baixo impacto para que o usuário continue a trabalhar no computador sem problemas. Configurar esse recurso é simples: basta usar a linha de comandos PowerShell.

Porém, quando falamos de recursos, estamos falando exclusivamente no uso da CPU ou processador que, por padrão, permite que o Windows Defender utilize os seus recursos em até 50%. E isso pode ser muito para vários usuários.

Como modificar esse parâmetro? É o que vamos ver nesse post.

 

 

Como limitar o uso de recursos por parte do Windows Defender

Para ajustar esse parâmetro, você precisa abrir o PowerShell como administrador (menu contextual sobre o menu iniciar) e executar o comando abaixo:

 

Set-MpPreference -ScanAvgCPULoadFactor 50

 

O número 50 na linha de comando é referente à porcentagem utilizada pela CPU, e esse valor pode variar de acordo com as suas necessidades. Colocar o número 0 significa retirar por completo a limitação, e isso pode fazer com que o Windows Defender utilize 100% da CPU, o que não é algo bom em todos os aspectos. Para reverter as mudanças realizadas, basta voltar a fixar o valor em 50.

É importante observar que tal modificação só afeta a análise completa do Windows Defender. Ou seja, de forma pré-determinada, ela se torna efetiva quando o usuário não está utilizando o sistema operacional de forma ativa. Todas as demais características do programa (que fica residente em segundo plano, escaneando arquivos via download e em outras atividades) seguem funcionando normalmente, com o consumo de recursos em modo padrão e de forma previamente determinada.

Dito tudo isso, recomendamos que você experimente todas as opções disponíveis para a configuração do Windows Defender que podem ser gerenciadas via PowerShell. A Microsoft tem uma documentação completa com esses comandos. Porém, fica sempre aquele lembrete que esse recurso é pensado nos usuários com o mínimo de experiência para lidar com esse conjunto de comandos. Ou seja, use com moderação e teste tudo por sua conta e risco.

 

Via AddictiveTips


Compartilhe