TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como Jeff Bezos teve o seu smartphone hackeado de forma bizarra | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Como Jeff Bezos teve o seu smartphone hackeado de forma bizarra

Como Jeff Bezos teve o seu smartphone hackeado de forma bizarra

Compartilhe

O smartphone de Jeff Bezos foi hackeado da forma mais inusitada do mundo: com uma mensagem do príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman. O caso é bizarro por ter implicações políticas geoestratégicas, sem falar na falha de segurança pela invasão do smartphone do homem mais rico do mundo e de uma forma muito simples.

Fontes próximas ao assunto (anônimas, é claro) revelaram que Jeff Bezos e Mohammed bin Salman mantiveram conversas (supostamente amigáveis) no WhatsApp após um jantar em Los Angeles A conversa terminou com um envio de uma mensagem de vídeo para o fundador da Amazon em 1 de maio de 2018. Algo normal para qualquer pessoa, desde que uma delas não fosse uma das mais poderosas do planeta.

 

 

Invasão de privacidade, divórcio e suspeita de assassinato

O vídeo foi enviado com um cavalo de troia oculto que hackeou o smartphone de Jeff Bezos. Cinco horas depois do envio do vídeo, os dados do dispositivo começaram a vazar em massa, e isso perdurou por meses. Gigabytes de dados cujo conteúdo não foi revelado foram roubados, mas podemos imaginar que são arquivos pessoais e profissionais de Bezos que ficaram completamente comprometidos.

Quando ficou sabendo do que aconteceu, Bezos denunciou David Pecker, editor do National Enquirer por chantagem com fotos e mensagens de um relacionamento amoroso que ele manteve com Laurne Sánchez, e que supostamente foi o motivo para o divórcio do executivo. Agora sabemos como o jornalista obteve essas informações, ainda que este negue o roubo de dados e atribua o vazamento ao irmão da amante.

Para entender as motivações de Pecker, vale explicar que ele é amigo de Donald Trump de longa data, e Jeff Bezos é proprietário do Washington Post, veículo que é contra Trump. Sem falar que está rolando a investigação do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, crítico do regime saudita, que teria como principal envolvido direto o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, cinco meses depois do hackeamento do smartphone de Bezos.

 

 

As consequências desse incidente

A Arábia Saudita qualifica o hackeamento como absurdo, negando seu envolvimento no incidente e solicitando evidências que comprovem a informação. Por outro lado, o caso pode atrapalhar os esforços do país em obter investimentos econômicos diante de tantos escândalos. Não que as pessoas não saibam que no país exista uma ditadura, mas o incidente novo com Bezos só piora o cenário.

O caso ganha agora repercussão global, pois além da questão da segurança informática, surpreende a facilidade em obter os dados de alguém tão importante. Com certeza Bezos deve ter aprendido a lição, e deve pensar duas vezes antes de enviar e receber conteúdos privados com supostos “amigos” dentro de uma rede tão insegura como WhatsApp.

Agora, fica a dica: se acontece com alguém tão importante como Jeff Bezos (que deveria ter um sistema de proteção de dados bem mais avançado), que dirá o que pode acontecer com meros mortais como eu e você. Logo, um pouco de prudência na hora de gerenciar os seus dados online nunca é demais. Prudência e bom senso.

 

 

Via The Guardian, Business Insider


Compartilhe