Como “hackear” o Windows 10 para instalar o Windows 11 | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como “hackear” o Windows 10 para instalar o Windows 11 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como “hackear” o Windows 10 para instalar o Windows 11

Como “hackear” o Windows 10 para instalar o Windows 11

Compartilhe

A Microsoft causou frustração e muita confusão com os requisitos de compatibilidade para o Windows 11, já que as exigências estabelecidas deixaram de fora um grande número de computadores que ainda contam com ótimas configurações, mas que não eram compatíveis com a nova versão do sistema operacional.

Muita gente reclamou disso, pois estava mais que evidente o movimento de obsolescência programada da gigante de Redmond. Mas a parte da confusão só aumentou quando a própria Microsoft decidiu liberar um método para que os usuários do Windows 10 possam hackear o sistema operacional para instalar o Windows 11 sem a necessidade do equipamento contar com o famigerado TPM 2.0.

Bom, já que é a própria Microsoft quem revelou o método… vamos falar sobre ele neste post.

 

 

 

Continua sendo por sua conta e risco

 

O truque é válido para os usuários que contam com o TPM 1.2, que não possui suporte nativo e padrão para o Windows 11. A forma mais fácil para verificar se esse recurso está ativo no seu computador é pressionar ao mesmo tempo a combinação das teclas Windows + R e digitar ‘tmp.msc’ na janela que vai aparecer.

A próxima janela que será exibida após a digitação do comando (e confirmação com a tecla ENTER) vai indicar se você tem o TPM instalado em seu computador e qual é a sua versão. E é dessa forma que você fica sabendo se vai precisar adotar esse truque ou não.

Se o suporte não está ativo, basta ir até a BIOS do seu computador e ativar o TPM antes de voltar ao Windows para acessar o editor de registro do sistema operacional, pressionando novamente as teclas Windows + R de forma simultânea e digir ‘regedit’ no campo indicado.

Uma vez que você está no Registro do Windows, acesse o caminho de pastas a seguir:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\Setup\MoSetup

Agora, clique com o botão secundário do mouse no painel localizado à direita da janela de registro do Windows, e crie um novo valor chamado REG_DWORD (32 bits).

Esse novo valor vai receber o nome abaixo:

AllowUpgradesWithUnsupportedTPMOrCPU

No novo valor que você acabou de criar, estabeleça o seu valor como ‘1’.

Feche o Registro do Windows e reinicie o computador para aplicar todas as alterações realizadas.

 

 

 

O que eu acabei de fazer no meu Windows?

 

A alteração realizada no registro do Windows vai impedir que o Windows 10 bloqueie a atualização do Windows 11 quando você tentar executar o aplicativo de instalação. Ao fazer isso sem as mudanças, o software vai impedir que a atualização continue, pois vai detectar que ou o TPM está desligado, ou que ele vai até a versão 1.2.

É sempre importante lembrar ao amigo leitor que vai tentar este truque com o seu computador que a própria Microsoft informa que o seu Windows 10 “pode ter sérios problemas se o Registro for editado incorretamente”, e que uma vez atualizado para o Windows 11, “é possível que seu dispositivo não funcione corretamente”.

Por conta disso, nem a Microsoft, nem nós do TargetHD.net nos responsabilizamos por eventuais problemas que você pode ter com essa operação, e lavamos as mãos para tudo o que pode dar errado com o seu computador.

E para quem não tem o TPM 1.2 instalado no computador, ainda é possível instalar o Windows 11 utilizando um meio de instalação alternativo e recomendado pela Microsoft, mas sem contar com as atualizações do sistema operacional e correções de segurança.

De novo: faça tudo isso por sua conta e risco.

 

 

Via Microsoft


Compartilhe