Como habilitar o protocolo DNS sobre HTTPS no Windows 10

Compartilhe

A Microsoft habilitou o protocolo DNS sobre o HTTPS, o que entrega uma maior segurança e privacidade ao sistema operacional. Esse protocolo (também conhecido como DpH – IETF RFC8484) se integra diretamente nos aplicativos, onde cada um deles pode usar soluções próprias no lugar de depender das configurações do sistema operacional.

Tal tecnologia já está disponível no navegador web Mozilla Firefox, e está em testes no Google Chrome. Porém, a Microsoft agora dá um grande impulso para que o DNS seja amplamente utilizado nos computadores de todo o planeta.

 

 

 

O que é o DNS sobre HTTPS?

 

O DNS sobre HTTPS é um protocolo de segurança de internet que codifica as conexões DNS e as oculta sobre o tráfego HTTPS comum, tornando impossível para os provedores de internet a espionagem do tráfego, identificando quais sites você está visitando.

A Microsoft informa que a adoção do DNS codificado no Windows vai ajudar a melhorar o ecossistema geral da internet. Além da melhora da privacidade, prevenção de escutas ilegais e manipulação de dados do DNS via ataques cibernéticos, a nova tecnologia também melhora o desempenho sobre as resoluções dos sistemas de nomes de domínio dos provedores.

Alguns países como o Reino Unido se opõem fortemente contra essa solução, onde os provedores alegam que a mesma passa por cima dos padrões de segurança estabelecidos no país. Porém, a Microsoft observa que vale a pena pagar esse preço, pois a privacidade é um direito do ser humano, incluindo a segurança integrado nos produtos.

 

 

 

Como habilitar o DNS sobre HTTPS no Windows 10

 

O recurso pode ser habilitado na compilação Build 19628 (ou superiores) do Windows 10, que nesse momento está em testes no canal Insiders antes da Microsoft disponibilizar a versão para uma versão estável.

Para habilitar o recurso, faça o seguinte:

 

1) Abra o Editor de Registros do Windows 10 (digite “regedit” sem as aspas no quadro de buscas do sistema operacional

2) Navegue até a chave de registro HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\Dnscache\Parameters

3) Crie um novo valor DWORD “EnableAutoDoh”, sem as aspas

4) Estabeleça o seu valor em 2

 

A seguir, você deve configurar o sistema operacional para usar um servidor de DNS que é compatível com o novo recurso, como são os casos do Google (8-8-8-8) ou do Cloudflare (1-1-1-1). Essa mudança é feita da mesma forma que adotamos qualquer mudança de um sistema de nomes de domínio:

 

1) vá até o Painel de Controle do Windows 10, e clique sobre o item Central de Redes e recursos compartilhados

2) Clique sobre Conexões-Ethernet

3) Clique sobre as propriedades do protocolo TCP/IP versão 4

4) Modifique os endereços DNS pelas alternativas compatíveis com a função DNS sobre HTTPS

 

 

 

Pronto. Basta então reiniciar o computador, e o Windows 10 vai começar a usar o DoH para se comunicar com estes servidores no lugar do DNS clássico, fechando uma das últimas transmissões de nomes de domínio de texto sem formato no tráfego web comum.

Traduzindo melhor o parágrafo anterior: o seu Windows 10 ficará mais seguro e protegido dos olhos alheios e bisbilhoteiros dos provedores de acesso e alguns governos pseudo democratas que existem por aí. Os mais desconfiados e precavidos sobre as questões de privacidade dos seus dados precisam configurar esse recurso para ontem.


Compartilhe