Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Como funciona o reenvio de mensagens no Telegram

Como funciona o reenvio de mensagens no Telegram

Compartilhe

O Telegram existe desde 2013 e já tem 200 milhões de usuários (números de 2018). O aplicativo é bem resolvido e mais seguro que o WhatsApp, e oferece vantagens que o app de mensagens mais popular do mercado não tem.

Nos últimos dias, o Telegram ganhou ainda mias usuários, e o motivo não é dos mais nobres: a desinformação. Com muita gente doida para espalhar fake news acusando o WhatsApp de censura (o que é uma grande bobagem sem fundamento) e com a redução global do envio de mensagens virais na plataforma, as pessoas estão migrando para a alternativa mais viável para seguir espalhando suas mentiras.

A diferença é que o Telegram mostra como padrão qual usuário encaminhou a mensagem original, o que pode reduzir as chances de fraudes.

 

 

 

No Telegram, é mais fácil identificar os fraudadores

 

 

Por enquanto, o Telegram não limitou o re-envio em massa de mensagens para grupos e pessoas. Até porque não teve os mesmos problemas que o WhatsApp (como o linchamento e morte de pessoas por causa de notícias falsas), pois sua popularidade é menor.

Porém, se as fake news chegarem ao Telegram em massa, as chances de um usuário ser enganado são menores, pois a plataforma indica como padrão qual usuário escreveu a mensagem reenviada. Ele não indica o número de re-envios, mas se a mensagem for encaminhada muitas vezes, ela é indicada com duas flechas, com a etiqueta de “reenviado”.

Tal comportamento pode ser alterado no Telegram em Ajustes > Privacidade e Segurança > Mensagens reenviadas. No item “Quem pode adicionar um link na minha conta ao reenviar minhas mensagens?”, você pode selecionar quem pode reenviar a mensagem com nome e link. De qualquer forma, mesmo que a pessoa não possa entrar em contato com o seu nome, ele será exibido.

 

 

 

No Telegram, é mais fácil denunciar uma mensagem

 

 

O Telegram está virando a alternativa para quem não quer ter seu conteúdo censurado, porém, os canais da plataforma permitem a possibilidade direta de denunciar uma mensagem falsa.

Esta não é uma medida pensada especificamente para denunciar a desinformação, mas pode funcionar para mensagens irritantes ou que podem colocar a saúde pública em risco. No WhatsApp, onde os mal intencionados acusam de censura, existe uma função similar, mas tudo é muito mais manual por não permitir a indicação direta da mensagem a ser denunciada.

Você pode denunciar grupos e pessoas quando conversam conosco pela primeira vez, mas quando queremos denunciar informações específicas, não podemos fazer isso de forma direta. Temos que denunciar o contato. Porém, isso só vai server para o WhatsApp comprovar as últimas mensagens que você recebeu, assim como as interações mais recentes. De forma manual, com capturas de tela, você pode entrar em contato com o WhatsApp para que a plataforma tome providências sobre o assunto.

Some tudo isso ao fato que, apesar dos dois serviços contarem com a codificação de ponta a ponta, no Telegram isso só fica ativo nos chats secretos. Nas conversas e grupos, a codificação existe, mas é a plataforma quem possui as chaves de criptografia. Já o WhatsApp e o Facebook não podem decodificar as suas mensagens.


Compartilhe