O modo Night Sight que está presente no Google Pixel 3 está fascinando os fãs de fotografia pela sua capacidade de registrar fotos de qualidade em ambientes com baixa luminosidade. Agora, a Google revelou alguns segredos presentes desse modo.

Qualquer câmera fotográfica pode captar imagens com baixa luminosidade com exposições mais prolongadas. O problema é fazer isso com eficiência, sem distorções no resultado final da foto.

É aqui que o Night Sight entra em ação, se tornando uma nova referência de processamento de imagem e incentivando a outros fabricantes a investir um pouco mais nesse aspecto.

 

 

Esse modo literalmente dá luz para as fotos na escuridão, determinando se o dispositivo está em um tripé ou nas mãos do usuário. No primeiro caso, o Night Sight captura várias imagens com exposições mais prolongadas. No segundo caso, o sistema reduz as exposições, mas captando um número maior de imagens.

A grande diferença do sistema da Google para a concorrência é em como o Night Sight lida com os movimentos das mãos do usuário em conjunto com os elementos presentes na foto. Para identificar as partes da imagem que estão em movimento e determinar como elas devem ser combinadas, o sistema consegue resultados impressionantes, mesmo em condições extremas e pessoas em muito movimento.

 

 

Por fim, o processamento final da Google recorre à Inteligência Artificial para corrigir as cores, para que a imagem pareça a mais natural possível.

 

 

De forma oficial, o Night Sight está disponível apenas para os smartphones da linha Pixel da Google. De forma não-oficial, várias versões modificadas do aplicativos Google Camera permitem a sua utilização em outros smartphones, como é o caso dos modelos OnePlus 6/6T, Xiaomi Mi 8, Mi Mix 2S e Xiaomi Pocophone F1. Mais modelos compatíveis com o sistema serão revelados em breve.

É a Google fazendo a alegria dos fotógrafos e usuários exigentes com as câmeras dos smartphones. Eu uso o Google Camera de forma regular, e aprovo. Ainda mais com um software tão competente.