Wetten.com Brasil Apostas
Home » Software » Como funciona o Google Meet

Como funciona o Google Meet

Compartilhe

O Google Meet está disponível para todos, e é a alternativa da gigante de Mountain View para combater o crescimento do Zoom no segmento de chamadas de vídeo em grupo. O software conta com muitas funções interessantes, e um dos seus pontos fortes é a segurança e proteção oferecidas, mantendo os dados privados e pessoas dos usuários em segurança.

Para garantir essa segurança de dados, o Google tomou algumas medidas, como o acesso exclusivo aos chats via código de convite para quem não tem conta no Gmail e o funcionamento sem plugin no Chrome e nos navegadores mais populares, sendo assim menos vulneráveis. Além disso, o host da reunião gera um código ou sobrenome que será compartilhado com os demais participantes, dificultando a vida dos hackers que precisam obter essas informações para adentrarem na conversa.

 

 

 

As principais funções do Google Meet

 

 

O Google Meet é uma boa alternativa ao Zoom por causa de suas características mais evidentes. Você pode realizar capturas de imagem em tempo real, compartilhar a tela, realizar visualização expandida, suportar até 100 participantes em uma mesma chamada de vídeo e exibir até 16 telas simultaneamente.

Além disso, ele conta com opção de cancelamento de ruído de fundo, legendas ao vivo (em inglês) e um modo que compensa a baixa luminosidade do ambiente.

Para acessar, o Google Meet, vá em meet.google.com depois de conectar com a sua conta do Gmail. Também é possível acessar via aplicativo para smartphones (iOS ou Android), ou através do Google Calendar, iniciando uma reunião ou entrando em uma através do seu link.

 

 

Ao criar uma reunião, quando você entra nela, vai aparecer o código que foi gerado para a reunião. Esse código pode ser compartilhado com as pessoas que serão conectadas, onde é possível estabelecer um chat entre os presentes na barra lateral direita.

Todos os usuários do Gmail podem usar o Google Meet de graça entre os dias 4 de maio e 30 de setembro de 2020. A partir de outubro, a versão gratuita fica limitada a reuniões de até 60 minutos, e quem quiser seguir usando a versão completa da plataforma terá que adquirir uma conta do Google Suite.

 

 

 

Google Meet para empresas e outras organizações

 

 

Empresas e organizações de todos os setores precisam manter contato com os seus funcionários e manter reuniões de trabalho por chamadas de vídeo. Isso é essencial em um tempo onde o home office virou a ordem do dia, mas também para hospitais que precisam localizar os seus pacientes e bancos com os seus clientes.

As instituições que contam com acesso ao Google Suite terão acesso gratuito às funções mais avançadas do Google Meet, como transmitir ao vivo para até 100 mil pessoas e licenças adicionais. Os novos clientes empresariais poderão usar o G Suite Basic de forma gratuita.

 

 

 

Escolas e universidades

 

 

O ensino é outro setor que está utilizando (e muito) as videoconferências em grupo. Os centros educacionais que já contavam com o G Suite for Education poderão ativar o Google Meet de forma gratuita, e para aquelas escolas que ainda não contam com uma conta na plataforma, podem realizar o cadastro através desse link.


Compartilhe