Os novos iPhone XS e iPhone XS Max trazem como uma de suas novidades a estreia do Dual SIM em um iPhone. Porém, ele é um pouco diferente do que encontramos em outros smartphones.

Os novos iPhones contam com apenas um slot físico SIM, e o segundo sim é, na prática, um eSIM. Ou seja, pelo menos uma das operadoras precisa ser compatível com o padrão eSIM para o Dual SIM funcionar.

Por enquanto, poucas operadoras contam com essa nova tecnologia, mas essa lista parece aumentar rapidamente. Para a sua ativação, é preciso o uso de um código QR oferecido pela operadora. É possível armazenar mais de uma eSIM no dispositivo, mas você só pode utilizar uma de cada vez.

O Dual SIM da Apple é do tipo Dual SIM Dual Standby, onde é possível realizar e receber chamadas com as duas linhas, mas apenas uma delas fica ativa para dados.

 

 

Se um número está em chamada, as chamadas recebidas na outra linha são desviadas para o correio de voz. Se você está em uma chamada de voz com a linha que não é designada para os dados móveis, a internet móvel não vai funcionar até que a chamada não chegue ao fim.

A Apple permite etiquetar cada SIM e escolher uma linha como a pré-determinada. Você pode configurar a linha secundária apenas para dados, algo útil em viagens internacionais para adquirir um SIM local apenas para esse propósito.

 

 

Para cada telefonema, o iPhone vai usar a mesma linha escolhida pela última vez. Se você não telefonou antes, será utilizado o número pré-determinado. Mas você pode especificar qual linha utilizar para um contato em específico.

A compatibilidade com o dual SIM estará disponível nos novos iPhones depois de uma atualização de software que será lançada ao longo do outono norte-americano.

 

 

Na China, Hong Kong ou Macao, os novos iPhones recebem uma configuração Dual SIM tradicional, com um slot duplo.