TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como funciona a tela elástica da LG Display | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Tecnologia | Como funciona a tela elástica da LG Display

Como funciona a tela elástica da LG Display

Compartilhe

A LG Display apresentou ao mundo um protótipo de tela elástica, o que é um passo além da tela dobrável. A proposta é minimamente curiosa, pois se já era difícil imaginar uma tela que dobra ao meio ou em três partes (algo que é uma realidade) ou até mesmo enrolar o display (com protótipos funcionais já apresentados), imagine uma tela que pode ser modificada em diferentes formatos aleatórios.

Quando falamos de tela elástica, isso quer dizer que a proposta da LG pode se estender, dobrar e retorcer sem que o display (ou seja lá o material que vamos chamar isso aqui) sofra qualquer tipo de danos aparentes ou de distorções pela modificação do seu status o formato.

Vamos entender melhor o que está acontecendo aqui, e como isso vai impactar o nosso uso de dispositivos informáticos no futuro.

 

De 12 a 14 polegadas, e apenas estirando

De acordo com a LG Display, essa é “a primeira tela elástica de alta resolução de 12 polegadas do mundo”, e é feita de um substrato de uma película fabricada com um silício especial normalmente utilizado nas lentes de contato.

Essa tela pode se estirar em até 20%, passando dessa forma do tamanho de 12 para 14 polegadas. Tem resolução de 100 pixels por polegadas, um valor muito baixo para exibir imagens minimamente decentes. Por conta disso, ela só reproduz cores, o que é mais que suficiente para provar a sua funcionalidade. A tela elástica usa uma fonte de luz de micro-LED para reproduzir as cores durante o seu funcionamento.

A tela foi concebida para obter um elevado nível de durabilidade, suportando impactos externos. A ideia agora é avançar para alcançar uma taxa de resolução similar a maioria dos monitores disponíveis hoje no mercado. Seus cabos foram modificados e aqui estão em forma de S para facilitar a mudança do formato do display.

O que mais chama a atenção na demonstração da LG Display é que, em teoria, o usuário não só pode dobrar ou enrolar a tela como acontece em outras tecnologias já apresentadas, mas é possível também (em teoria) amassar a tela e, mesmo assim, nenhum dano estrutural aconteceria no display, que permaneceria plenamente funcional para exibir as imagens em reprodução.

 

Quando essa tela elástica vai chegar ao mercado?

Eu sei que alguns leitores do blog já estão jogando dinheiro ou o cartão de crédito na tela do smartphone ou notebook para adquirir logo uma unidade da tela elástica da LG Display. Mas eu também quero acreditar que muitos já compreenderam que esse aqui é apenas um protótipo em desenvolvimento.

De qualquer forma, a LG Display afirma que até mesmo esse protótipo já pode ser utilizado em superfícies com design curvo, como por exemplo a pele, peças de roupas, móveis, carros e aeronaves.

Dessa forma, esse tipo de material pode ser utilizado em ações publicitárias, onde veículos seriam revestidos com a tela elástica para exibir informações sobre o tráfego, previsão do tempo ou propagandas de anunciantes que pagariam valores para exibir suas marcas em diferentes locais.

Também podemos imaginar camisetas com telas flexíveis para reproduzir mensagens que podem ser programadas pelo nosso smartphone. O leque de possibilidade é bem amplo, e tudo vai depender em como o produto chegará ao mercado na sua versão final.

De qualquer forma, já é um avanço incrível da tecnologia, onde os formatos de tela estão se tornando cada vez mais versáteis e integrados a outros formatos. O mundo da tela plana se tornou insuficiente para os fabricantes de gadgets, e o futuro dos dispositivos tende a ser muito promissor e interessante.


Compartilhe