Compartilhe

Existem dois tipos de internautas nessa vida. Aqueles que começam a navegar na internet com abas vazias (ou uma página de início bem organizada), e aqueles que preferem que o navegador carregue todas as abas que estavam disponíveis quando ele encerrou a sessão.

A segunda opção é a mais popular para continuar do ponto onde paramos no trabalho ou leitura, ou porque simplesmente não queremos abrir todas as páginas novamente quando iniciamos a navegação. E essa segunda opção resulta em uma espera para navegar, já que dezenas de abas abertas exigem que todas elas sejam carregadas, sem falar na queda no desempenho, com tudo ficando mais lento.

Mas existem algumas formas de amenizar o efeito colateral daqueles que deixam o mundo aberto no Chrome.

 

 

Como fazer para o Chrome iniciar mais rápido

A boa notícia é que você nem precisa de uma extensão para alcançar esse bom efeito colateral. O Chrome tem uma opção integrada no próprio navegador. Ela não está ativa como padrão (pelo menos não no momento em que esse post é produzido), ficando oculta para a maioria dos usuários. Mas tal funcionalidade permite um melhor controle das abas que podem ser carregadas ao mesmo tempo quando iniciamos o navegador.

Para ativar tais funções, abra uma nova aba no Chrome e digite na barra de endereços “chrome://flags”, sem as aspas. Vai abrir a página de experimentos do Chrome, com as funções ocultas que não aparecem nas configurações.

 

 

É preciso ativar duas funções, que serão localizadas pelo buscador integrado. A primeira é a Infinite Session Restore, que reduz o número de abas que serão carregadas de forma simultânea quando restauramos a sessão. Assim, o desempenho da aba em uso melhora.

O segundo item que precisa ser ativado é o Page Almost Idle. Sua ativação é obrigatória, pois é solicitada pelo Infinite Session Restore. É ele quem faz com que o restaurar das abas não ocupe todo o processador e a largura de banda.

Uma vez ativo os dois recursos, reinicie o navegador, e você notará a diferença na próxima inicialização do Chrome.


Compartilhe