Como está o ICQ em 2021?

Compartilhe

Quando tudo na internet era mato, o ICQ era o aplicativo de mensagens que reinava na internet. E, acredite se quiser, ele segue vivo e se apresenta como alternativa ao WhatsApp.

Vamos ver como funciona o ICQ New, que tenta revitalizar o aplicativo que foi oficialmente lançado em 1996 (sim, amigo leitor… a internet já existia antes de você nascer). Para os mais novos, é uma forma de conhecer o aplicativo. Para nós, mais velhos no assunto, é hora de lembrar o lendário “Oh oh” que toca quando chegam novas mensagens.

 

 

 

O novo é como o velho

 

 

O ICQ nunca morreu. Só não se adaptou à era mobile, tal e como aconteceu com o Windows Live Messenger ou o Yahoo! Messenger.

Na verdade, o ICQ tem uma versão para smartphones desde 2013, quando o WhatsApp já reinava no mundo. De lá para cá, ele não mudou tanto, e as contas originais continuam a ser acessíveis. Basta você lembrar a senha. Porém, é possível criar uma conta vinculada ao seu número de telefone.

Porém, você não consegue resgatar as conversas do passado no novo ICQ, pois esses dados se perderam para sempre. O aplicativo usa os contatos do smartphone para encontrar pessoas para conversar, além de ser possível adicionar números de forma aleatória.

 

 

O novo ICQ não reinventa a roda como fez o velho ICQ. Sua essência de design clássico se mantém, mas na prática ele funciona como qualquer outro aplicativo de mensagens disponível hoje. Ele suporta chamadas de voz e vídeo com até 50 participantes, ou webinars com 500 pessoas podem assistir, com direito a efeitos visuais.

O novo ICQ herda algumas funções do ICQ do passado que não chegaram a outros aplicativos de mensagens. Principalmente o Status do usuário (Ausente, comendo, ao telefone, etc). Tá, o WhatsApp também tem isso, mas não funciona exatamente da mesma forma, já que no ICQ esse recurso tem maior protagonismo e visibilidade para os demais usuários.

 

 

 

O ICQ pode substituir o WhatsApp em 2021?

 

 

O ICQ para computadores ainda funciona, o que torna o aplicativo multi-plataforma (Windows, Mac, Linux), com funcionamento independente, sem precisar manter o smartphone ligado e conectado na conta, tal e como acontece no WhatsApp.

O problema é que, se você voltar ao ICQ hoje, vai ser difícil encontrar alguém para conversar. Só vale mesmo pela nostalgia para reviver o que você usou há 25 anos atrás. Convencer os seus amigos a mudar de plataforma já é uma tarefa titânica, e no caso do ICQ, até mesmo faltam argumentos para esse convencimento.

Sem falar que o novo ICQ coleta várias informações pessoais, algo que muitos estão evitando hoje. E sem entregar funções revolucionárias. Hoje em dia, é só mais um aplicativo, que tem como diferencial evocar a memória do passado.

 

 

Ele é mais pesado que os seus concorrentes diretos, e pode apresentar problemas em tarefas básicas, como enviar mensagens de voz e tentar mudar a foto de perfil.

Como alternativa ao WhatsApp, ainda é melhor procurar o Telegram ou Signal. A coleta de dados do ICQ é ainda maior do que aquela adotada pelo Facebook no aplicativo do telefone verde. Agora, se tudo o que você sente é nostalgia, basta colocar o toque do “Oh oh” nas notificações personalizadas do smartphone. Problema resolvido.

 

Download | ICQ New | Android | iOS

 

 

Via ICQ


Compartilhe