Como está o 5G depois do seu primeiro ano de vida

Compartilhe

O 5G completou o seu primeiro ano de vida, e está disponível de forma oficial em 19 países. Nesse post, vamos mostrar como está acontecendo a implementação dessa nova tecnologia de rede nesses países, mostrando de forma resumida as mais relevantes informações sobre o processo.

 

 

 

Como foi o primeiro ano do 5G no mundo

 

 

Coreia do Sul: um dos primeiros países a implantar o 5G (NSA) nas principais operadoras do país em abril de 2019, com uma cobertura inicial de 34.000 estações base que deram cobertura para cidades como Seul e outras seis cidades de sua área metropolitana, além de outras 85 cidades do país. Novas tarifas com tráfego ilimitado foram anunciadas, com planos com velocidades entre 1 e 5 Mbps.

Suíça: o 5G também começou a operar no país em abril de 2019, com um ambicioso plano para expandir a cobertura de conexão para lares e escritórios que não contavam com fibra ótica. Isso fez com que a rede alcançasse 428 cidades e 90% da população do país em janeiro de 2020. Lá, as operadoras também optaram por pacotes e dados ilimitados, indo de 100 Mbps até 2 Gbps.

Emirados Árabes Unidos: o 5G chegou ao país em maio de 2019, e por enquanto concentra a sua cobertura em cidades como Dubai, Abu Dhabi e outras cidades próximas.

 

 

Finlândia: recebeu o 5G em maio de 2019, e inicialmente ofereceu a cobertura nas áreas dos centros de cidades como Tampere, Jyväskylä, Turku e Helsinki. Nove meses depois, a cobertura chegou a 20 cidades.

Reino Unido: o 5G chegou ao país em junho de 2019, e hoje cobre 71 cidades. Tem aposta em dados ilimitados com tarifa única e sem limite de velocidade, enquanto que outros planos permitem a escolha de pacotes de dados entre 10 GB e 120 GB.

Espanha: o 5G chegou em junho de 2019, começando com 15 cidades. Por enquanto, é centrado no 5G NSA, mas já começou a operar com o 5G SA em ambientes profissionais. O país incluiu tarifas em planos pré-pago e pós-pago, com dados ilimitados em três velocidades (2 Mbps, 10 Mbps ou a máxima velocidade disponível).

Itália: liberou o 5G logo depois da Espanha, com 33 cidades após o lançamento mais restrito em Roma, Milão, Torino, Bologna e Nápoles. O objetivo é cobrir 100 cidades até o final de 2020. Tem planos de 2 Mbps, 10 Mbps e sem limites de velocidade, mas com um roaming de dados muito limitado (entre 1 GB e 5 GB).

Alemanha: com o 5G desde junho de 2019, tem 50 cidades com o novo padrão de rede. Apesar da rápida evolução da expansão, o país segue com tarifas limitadas a 20 GB por 50 euros (no máximo).

Japão: estreou o 5G em 20 de setembro de 2019 na cidade de Sapporo, mas sua disponibilidade só vai chegar agora, na primavera de 2020. As tarifas mais generosas contam com 100 GB de dados.

Irlanda: estreou o 5G em 24 de outubro de 2019 em 10 cidades, com o lançamento inicial de 100 estações base em Dublin, Cork, Limerick, Galway e Waterford, com dados ilimitados por 60 euros e smartphones 5G com preços iniciais de 99 euros. De lá para cá, a cobertura duplicou, alcançando 25% da população.

China: estreou o 5G em novembro de 2019, com 50.000 estações base que cobriam 50 cidades, entre elas Beijing, Shanghai, Gruangzhou, Shenzhen, Hangzhou, Nanjing, Tianjin, Wuhan, Jinan ou Zhengzhou. Nanjing é a primeira cidade do país a contar com 5G SA. Seus planos variam entre 30 GB e 300 GB.

Romênia: estreou o 5G em novembro de 2019 em cidades como Bucareste, Cluj-Napoca e Iasi, mas é só por enquanto.

Suécia: estreou o 5G em 14 de dezembro de 2019, mas por enquanto só está disponível em Estocolmo.

 

 

Estados Unidos: a T-Mobile estreou o 5G no país em 6 de dezembro de 2019, e tem a maior rede nacional por enquanto, oferecendo cobertura para mais de 200 milhões de pessoas em mais de 5.000 cidades, usando o espectro de 600 MHz, mas a operadora se prepara para o uso da banda de 2.5 GHz.

Canadá: estreou o 5G em 15 de janeiro de 2020 em cidades como Vancouver, Toronto, Ottawa e Montreal, e deve alcançar outras 20 cidades do país ao longo de 2020. Usa inicialmente o espectro de 2.5 GHz nessas cidades, mas vai expandir pelo país via espectro de 600 MHz até o final do ano. No futuro, vai utilizar a faixa de 3.5 GHz e o uso compartilhado de espectro dinâmico, permitindo o uso da faixa 4G para o 5G.

Áustria: estreou o 5G em 25 de janeiro de 2020, com 350 estações base oferecendo cobertura inicial para 129 cidades, no espectro de 3.5 GHz. Sua tarifa com dados ilimitados custa 100 euros.

Tailândia: anunciaram a chegada do 5G em março de 2020 para 77 províncias, utilizando espectros em 700 MHz, 2.6 GHz e 26 GHz.

 

 

Bélgica: o mais recente país a aderir ao 5G, em abril de 2020. Conta com cobertura em 50 cidades e tarifa de dados ilimitados por 50 euros.

 

 

 

E o Brasil?

 

Nem fez leilão das frequências do 5G. O leilão previsto foi adiado mais uma vez, e as previsões mais otimistas apontam para um 5G no país para 2022. Logo, não tenha muita pressa em comprar um smartphone com 5G nesse momento. A não ser que você costuma viajar constantemente para um (ou alguns) dos países onde essa tecnologia de rede já está disponível.


Compartilhe