TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como descobrir se a sua foto foi utilizada para treinar uma Inteligência Artificial | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Como descobrir se a sua foto foi utilizada para treinar uma Inteligência Artificial

Como descobrir se a sua foto foi utilizada para treinar uma Inteligência Artificial

Compartilhe

As ferramentas de Inteligência Artificial que podem gerar imagens de forma automática estão se tornando cada vez mais populares. Porém, alguns produtores de conteúdo estão um tanto quanto irritados com essa tecnologia, pois algumas imagens que estão protegidas por direitos de autor são utilizadas para gerar as imagens de outras pessoas, algo que é claramente ilegal.

Pense que uma IA pode utilizar essas fotos para criar uma imagem de outra pessoa que é muito parecida com aquela que aparece na foto original e, dessa forma, burlar a proteção dos direitos do autor para fins de publicidade. E tanto a pessoa que aparece na imagem como o profissional que fotografou o protagonista não recebem um centavo sequer por isso.

Mas existe uma forma de descobrir se a sua foto publicada no Facebook ou Instagram foi utilizada de alguma forma para treinar uma Inteligência Artificial sem o seu conhecimento ou consentimento (e, quem sabe, você pode tomar algum tipo de providência sobre o assunto).

 

Apresentando o Have I Been Trained

O site Have I Been Trained tem como objetivo ser uma resposta aos softwares de Inteligência Artificial que são treinadas por fotos originais para criar imagens de outras pessoas que não existem. A popularidade desse tipo de software está mais que evidente com os feitos já alcançados por ferramentas como DALL-E, Midjourney ou Stable Diffusion.

Esse site foi criado por um grupo de artistas que se autodenomina Spawning, tem como base de dados o volume de informações utilizado no método de treinamento de IA na LAION-5B. Aqui, estão catalogados nada menos que 5.85 bilhões de imagens que foram utilizadas para alimentar essas ferramentas.

Para criar a LAION-5B, foram registrados milhões de sites web para coletar as imagens de amostra, incluindo é claro os mais populares repositórios de imagens da internet, como Getty Images, Flickr e Pinterest, entre outros. E eu nem preciso dizer que muitas das imagens armazenadas nesses repositórios estão protegidas por direitos autorais, que foram devidamente coletadas sem qualquer tipo de permissão dos seus autores.

Qualquer usuário pode utilizar o Have I Been Trained para descobrir se suas fotos foram utilizadas de forma ilegal para o treinamento da IA. Basta procurar no campo de textos disponível no site com as palavras-chave pertinentes sobre a sua pessoa, e a ferramenta online vai fazer todo o trabalho sujo.

Outra alternativa para detectar se a sua imagem foi utilizada de forma irregular é simplesmente enviando uma foto sua para a ferramenta. O Have I Been Trained pode analisar a imagem e descobrir se ela está no banco de dados utilizado para o treinamento.

 

Precisamos melhorar a Inteligência Artificial para o futuro

Essa tecnologia que cria rostos inéditos a partir de fotos de pessoas que já existem é incipiente, mas está gerando uma grande preocupação em diferentes segmentos, principalmente no setor artístico.

Em um futuro não muito distante, não será necessário ter a imagem de uma celebridade ou até mesmo perder muito tempo criando uma deepfake de alguém. A Inteligência Artificial pode simplesmente usar amostras do rosto de uma pessoa e facilitar todo o processo de recriação da imagem de alguém, sem precisar pedir permissão para isso.

Existe um entendimento (inclusive do pessoal da Spawning) que os artistas sempre devem dar o seu consentimento para que a sua imagem ou o seu trabalho sejam utilizados em uma Inteligência Artificial em treinamento.

A ideia do grupo é criar ferramentas para que os autores dos trabalhos sejam proprietários dos dados de formação dessas novas tecnologias, oferecendo a opção em participar ou não desse processo, além de estabelecer as permissões ou restrições sobre como a imagem e o estilo da imagem podem ser utilizados, além de abrir a possibilidade de oferecer modelos próprios para uso público.

Muitos artistas digitas decidiram entrar nessa briga, pois foram alertados sobre a presença dos seus trabalhos em processos de treinamento de Inteligência Artificial, uma tecnologia inovadora que está oferecendo uma série de dilemas éticos e legais que precisam ser resolvidos para que o seu avanço natural continue sem maiores problemas.


Compartilhe