TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Como criar uma unidade USB de inicialização | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como criar uma unidade USB de inicialização

Como criar uma unidade USB de inicialização

Compartilhe

Uma das ferramentas mais importantes para a manutenção do computador é a unidade de inicialização via USB.

Com ela, podemos abrir uma interface alternativa no computador em caso de problemas mais graves, ou até mesmo iniciar o software de instalação do sistema operacional em casos de formatação completa, restauração ou manutenção aprofundada do computador.

É mais que recomendado que você crie uma unidade de inicialização para o seu computador, pois nunca se sabe quando você pode ter problemas mais sérios com o seu equipamento.

Neste post, vamos mostrar como você pode criar uma unidade de inicialização via USB para utilizar no seu computador, ou em outro equipamento que necessite de uma manutenção pontual.

 

 

 

Como criar uma unidade USB de inicialização

Primeiro, selecione a porta USB. Pode ser um pendrive, um HD externo ou um SSD externo com pelo menos 8 GB de armazenamento (ou superior), desde que seja na versão USB 2.0 ou superior. Quanto maior a versão, melhor o desempenho. Quanto menor a versão, melhor a compatibilidade.

Agora, faça o download da imagem do sistema operacional. No caso do Windows 11, é possível fazer o download da página oficial da Microsoft. No caso do Linux, procure pela distribuição de sua preferência.

Para criar a mídia de instalação, existem vários aplicativos que você pode escolher. O mais popular deles é o Rufus, que funciona perfeitamente e é de graça.

Insira a unidade USB em alguma porta livre e execute o Rufus, que vai abrir a sua intuitiva interface, selecione a imagem do Windows, selecione a unidade onde ela será gravada e selecione as opções adicionais (GPT no Esquema de Partição, UEFI e NTFS como sistema de arquivos).

Por fim, gerencie a BIOS/UEFI para determinar qual é a unidade onde os dados de inicialização serão localizados. Insira a unidade USB em uma porta livre do computador, reinicie o PC e acesse a sua firmware.

Cada BIOS é diferente uma da outra, mas o objetivo comum aqui é determinar que a unidade USB de inicialização seja a primeira mídia que será executada no arranque do computador.

Salve as alterações e reinicie novamente o computador. Se tudo der certo, a mídia de inicialização que você criou será executada primeiro no computador sem maiores problemas.

 

 

 

Conclusão

Como você pode ver, o processo de criação de uma unidade de inicialização alternativa para o computador é bem simples, desde que você conte com um certo conhecimento informático e siga com atenção os passos do procedimento.

Lembrando sempre que você pode criar um disco de inicialização com versões dos sistemas operacionais Windows e GNU/Linux pelo procedimento indicado neste post. Não incluímos o ChromeOS neste post, pois o procedimento é diferente (envolvendo inclusive o uso do Google Chrome para a criação do pendrive de inicialização).

Por fim, recomendamos que você use um pendrive para criar esta unidade, pois a quantidade de dados que normalmente é utilizada para a criação de uma unidade de inicialização não é tão volumosa assim. A não ser que você queira um melhor desempenho durante o processo de instalação. Neste caso, recomendo o SSD ou HD externo.


Compartilhe