Compartilhe

Nos últimos anos, ganhou força no Instagram uma pequena tradição de final de ano, que foi batizada como Top 9 ou Best Nine. A brincadeira consiste em realizar uma colagem com as nove fotos mais populares que publicamos durante todo o ano na plataforma social de fotos.

Para produzir o Best Nine no Instagram, existem algumas ferramentas online que podem criar automaticamente o seu Top 9 de fotos, baseado na quantidade de likes que essas fotos receberam ao longo do ano. Nesse post, recomendamos o uso do topnine.co.

 

 

Como criar o seu #BestNine2019 no Instagram

 

 

Acesse o site topnine.co e digite o seu nome de usuário e senha no Instagram para fazer o download de sua colegam de Top 9. Então, você precisa digitar um endereço de e-mail para receber a colagem. É recomendado o uso de uma conta que pode ser descartável, evitando assim o compartilhamento de um endereço de e-mail útil ou real (até mesmo para evitar o envio de SPAM em massa).

Feito isso, espere por alguns segundos para que o seu Top 9 seja carregado para um download posterior. Além disso, o site mostra um resumo sobre a quantidade de likes que você recebeu em 2019, o número de fotos publicadas e a média de likes recebidos por post.

 

 

Todo o processo pode ser feito também a partir do navegador móvel sem maiores problemas. O topnine.co possui aplicativos para iOS e Android, mas… convenhamos… não vale a pena instalar um aplicativo no smartphone apenas para essa finalidade, ainda mais quando é possível fazer isso através do seu navegador (e dispensando a necessidade em instalar um aplicativo a mais no seu dispositivo).

Se você decidiu utilizar o seu e-mail para realizar o processo de montagem da colagem, você pode pedir a remoção do seu endereço da base de dados do serviço, algo que vai levar 30 dias para ser atendido. E, por mais que eu recomende o uso do aplicativo, é fundamental lembrar que você vai precisar conceder dados sensíveis para produzir a colagem, como nome de usuário e senha. Logo, use o recurso com moderação e ciente dos riscos implícitos.


Compartilhe