Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » Como configurar a privacidade e segurança no Telegram

Como configurar a privacidade e segurança no Telegram

Compartilhe

telegram logo configurações de privacidade

Muitos usuários afirmam categoricamente que o Telegram é melhor e mais seguro que o WhatsApp, e não dá para tirar a razão dessas pessoas. Mas isso não torna o aplicativo do avião de papel algo perfeito, e o bom senso pede que você reforce algumas questões de segurança dentro do aplicativo.

A boa notícia é que o próprio Telegram oferece uma grande variedade de soluções nativas para reforçar a privacidade e segurança dos usuários dentro da plataforma. Neste post, vamos mostrar quais são esses recursos especificamente pensados nesses aspectos, e quais são as configurações no aplicativo que merecem uma atenção especial.

 

 

 

Os recursos de segurança no Telegram

Um dos diferenciais mais importantes do Telegram em relação ao WhatsApp no que se refere à segurança dos dados dos usuários é o fato do serviço ser baseado na nuvem.

Além de permitir que o serviço funcione simultaneamente em diferentes dispositivos, a funcionalidade na nuvem também permite a sincronização dessas informações através do protocolo MTProto 2.0. Com isso, suas comunicações acontecem de forma mais flexível que no WhatsApp.

Por outro lado, isso não faz com que as conversas dentro do Telegram fiquem codificadas em modo ponta a ponta. Apenas os chats secretos do aplicativo ficam codificados. E isso pode deixar boa parte dos usuários desprotegidos na hora de enviar e receber conteúdos considerados mais sensíveis.

Por causa disso, é importante realizar alguns ajustes para deixar o Telegram mais seguro para as suas comunicações. E neste post, vamos mostrar como você pode configurar esses recursos de segurança, para que os mesmos trabalhem a seu favor.

O recomendado neste caso é que você escolha com quem ou com quais pessoas você quer compartilhar as informações mais sensíveis sobre a sua conta na plataforma, como o número de telefone, a última vez que você se conectou ao serviço e a sua foto de perfil.

Isso é fundamental para evitar que pessoas que não são do seu ciclo de convívio e que eventualmente contam com o seu número de telefone cadastrado na agenda de contatos possa identificar a sua conta no Telegram.

Outro detalhe importante que você precisa ter em mente é que não existe a obrigatoriedade em compartilhar o seu número de telefone para outras pessoas que usam o serviço para iniciar uma conversa no aplicativo. Basta você fornecer o seu nome de usuário, que pode ser criado tão logo você iniciou a conta no serviço.

Também é importante dar uma olhada nos contatos que você bloqueou, além de ajustar quem pode reenviar mensagens que você publicou, adicionar a sua conta em grupos ou canais e até receber chamadas no serviço. Você também pode obter um código de bloqueio ou ajustar a sua digital para desbloquear o acesso ao Telegram, evitando que alheios possam abrir as suas conversas.

Por fim, você pode habilitar a verificação em dois passos dentro da conta, onde uma segunda senha ou uma e-mail de verificação é enviado para confirmar se é você mesmo que está tentando habilitar o acesso ao Telegram em outro dispositivo. Esta é a principal medida que você deve tomar para evitar que alguém eventualmente clone a sua conta e acesse as suas conversas…

…não é mesmo, Sérgio Moro?

É importante enfatizar que você tem a opção para eliminar a conta no Telegram e todos os dados armazenados em seus servidores se a conta ficar inativa por até 12 meses. Você pode ajustar manualmente esse período de inatividade para promover a remoção automática da conta.

 

 

Via ESET


Compartilhe