Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Como ativar o chip TPM no Windows ou na UEFI

Como ativar o chip TPM no Windows ou na UEFI

Compartilhe

O chip TPM 2.0 foi muito polêmico na época do lançamento do Windows 11, mas não podemos ignorar a sua importância para a segurança dos seus dados (e não estou falando neste caso especificamente do sistema operacional da Microsoft).

Por isso, vamos mostrar neste post como você pode ativar o TPM 2.0 no Windows 11. Vai que um dia você precisa dele, não é mesmo?

Os computadores atuais já contam com o TPM 2.0 ativo como padrão. Porém, a maioria dos equipamentos mais antigos não contam com esse recurso ativo, o que pode resultar em problemas… com o Windows 11, evidentemente.

Existem pelo menos duas formas eficientes para ativar o TPM 2.0. É recomendável que você tente a primeira antes de recorrer ao segundo método.

 

 

 

A partir do Windows

Primeiro, abra o menu Iniciar e digite tpm.msc, e vai aparecer um programa com um nome e o ícone de uma chave com um microchip. Clique nele para entrar.

Se a resposta do sistema indicar que não encontrou um TPM compatível, é possível que o seu computador não possui o tal chip. Por outro lado, existe a possibilidade desse mesmo chip não estar ativo na UEFI ou BIOS do computador (e vamos falar sobre isso mais adiante).

Se a resposta exibir as informações do TPM, é sinal de que o chip está ativo e pronto para uso. Então, duas coisas podem acontecer:

  1. Ou o fabricante do seu computador já ativou o TPM 2.0;
  2. Ou você precisa clicar na opção para preparar o TPM para ativá-lo manualmente.

 

 

 

Através do UEFI ou BIOS

Comece reiniciando o computador e pressionando repetidas vezes a tecla correspondente ao acesso à UEFI/BIOS antes da inicialização do Windows. Essa tecla pode ser ESC, DEL ou uma das teclas de função (entre F1 e F12).

Outra alternativa é usar a inicialização avançada do Windows, que permite a entrada no menu que permite o acesso à UEFI/BIOS do computador.

A seguir, deixamos as instruções dentro da UEFI para que você possa habilitar o TPM. Os passos podem variar, de acordo com o fabricante do computador:

  • ASUS: entre em Opções Avançadas (Advanced) da UEFI, e entre no segmento Trusted Computing para habilitar a opção TPM Support, mudando o seu status de Disable para Enable. Salve as mudanças e reinicie o computador.
  • MSI: Dentro da UEFI, entre em Opções Avançadas e procure pela opção Trusted Computing. Aqui, habilite o TPM mudando a opção Secure Device Support de Disable para Enable. Salve as mudanças e reinicie o computador.
  • Lenovo: Dentro da UEFI, entre no menu Segurança e encontre a opção Security Chip Selection. Aqui, escolha a opção Intel PTT ou PSP fTMP (a segunda é para quem tem um computador com processador AMD). Salve as mudanças e reinicie o computador.
  • HP: Dentro da UEFI, entre nas opções de segurança e ative o TPM mudando a opção TPM State para Enable. Salve as mudanças e reinicie o computador.
  • Dell: Dentro da UEFI, vá nas opções de segurança e procure pela opção Firmware TPM. Aqui, mude esse item de Disable para Enable. Salve as mudanças e reinicie o computador.

Antes de terminar, é importante deixar claro que algumas áreas de UEFI/BIOS contam com passos completamente diferentes desses que foram descritos ao longo deste post. Logo, vale a pena você explorar todas as áreas desse software até encontrar a opção correspondente a alteração do TPM 2.0.

Além disso, é preciso ter o Secure Boot ativo na UEFI para ativar o TPM 2.0 com eficiência.


Compartilhe