Compartilhe

Caros pais,

Não faltam motivos para vocês estabelecerem determinados limites de uso de smartphones de tablets aos seus filhos. O principal motivo, na minha opinião, é o amor que você sente por eles. Tem a proteção a determinados perigos, manter a privacidade deles e até a saúde mental dos pimpolhos. E é importante avisar que os seus filhos são muito criativos ao encontrar soluções para controlar as restrições impostas por vocês.

Vocês, pais, contam com ferramentas que podem determinar quais são os aplicativos que os seus filhos podem usar no smartphone ou tablet e por quanto tempo. Porém, como vocês podem imaginar, tal limitação é encarada pelo seu filho como um desafio mais divertido e interessante que qualquer jogo. E, se me permite dar um conselho de amigo, é uma péssima ideia subestimar a sua capacidade para superar problemas.

Apenas um exemplo para mostrar do que as crianças são capazes de fazer com a tecnologia e a criatividade para solucionar problemas.

Um pai limitou o uso que o seu filho de 9 anos podia dar ao seu iPhone, limitando o tempo de uso em alguns aplicativos. Uma das exceções era o Messages, para que a criança pudesse se comunicar com os pais em qualquer situação.

Essa era a brecha que o garoto precisava.

Quando o tempo limite de uso do YouTube era alcançado, ele passou a compartilhar os links dos vídeos no iMessage, o que permitia a visualização dos vídeos de forma direta, burlando o controle de tempo no app nativo da plataforma de vídeos.

 

 

Mas… espere, caros pais. Tem mais!

 

Outro pai viu que a sua filha realizava capturas da tela em vídeos para gravar vídeos completos do YouTube, armazenando esses vídeos na sua galeria de fotos. Dessa forma, ela podia assistir aos seus vídeos preferidos a qualquer momento, sem precisar usar a internet ou gastar dados adicionais.

No passado, a maior gambiarra que vocês, pais, realizavam para burlar as restrições dos pais era tentar descobrir o código de quatro dígitos que o pai de um vizinho colocava no videocassete. É claro que é questão de dias para qualquer pessoa descobrir qualquer código em um dispositivo (até porque vocês, pais, teimam em colocar senhas como 0000, 9999, 1234, 4321, etc).

Logo, vocês não podem culpar os seus filhos por realizar o mesmo que vocês faziam no passado. E o que resta a vocês é estimular a criatividade deles para encontrar soluções para os problemas tecnológicos do dia a dia.

Mas… procurem ser mais espertos que eles! Vocês conseguem!

Já estão avisados!

Abraços!


Compartilhe