Início » Dicas, Truques e Macetes » Como aproveitar o seu velho disco rígido para armazenamento externo

Como aproveitar o seu velho disco rígido para armazenamento externo

Compartilhe

Você trocou o HD do seu PC para instalar um SSD, e o disco rígido está dando sopa. Logo, o recomendável (na verdade, o ideal) é você reaproveitar esse disco rígido para outras tarefas, como servidores de armazenamento, discos de inicialização ou unidades de armazenamento externo.

De forma muito simples e econômica, damos as dicas para você transformar esse HD em outro dispositivo bem útil para a sua vida digital.

 

 

Basta um cabo

 

 

A forma mais simples de todas. Um cabo para conectar a interface de um disco rígido para uma porta externa do PC. É pouco estético e incômodo para transportar, mas é mais barato e simples que os demais.

 

 

Um dock

 

 

Mais caro, porém, mais versátil e estético. Você conecta o disco rígido nos slots e conectar o dock na base do PC. Sua instalação é muito simples e dispensa o uso de ferramentas, e seu uso é mais focado nos desktops ou salas para conectar o roteador, streamer ou TV), mas pode ser transportado para outros locais.

 

 

Um case

 

 

A solução mais elegante. O case é a melhor solução para quem quer utilizar esse HD como disco rígido portátil e fora do escritório, com uma ampla oferta de design. É o parceiro perfeito para o seu notebook nas jornadas de trabalho em qualquer lugar.

 

 

Considerações

As soluções são simples e econômicas, mas antes de usar um HD como unidade externa, é preciso ter algumas coisas em mente.

A primeira é bem óbvia: certifique se esse HD está em bom estado e perfeito funcionamento depois da remoção da unidade do PC.

Então, considere os itens a seguir.

 

 

Tamanho e Interface

 

 

O normal é que o seu disco rígido esteja no padrão de 3.5 polegadas (PCs desktops) e 2.5 polegadas (notebooks). Os dois casos podem ser aproveitados para armazenamento interno, mas no caso dos discos de 2.5 polegadas, certifique-se que a espessura é a mesma do adaptador que você escolheu. HDs maiores priorizam a capacidade de armazenamento, e discos menores priorizam a mobilidade.

Na interface, você pode encontrar padrões mais antigos, como o IDE, e os mais modernos, como o SATA. A segunda escolha é a melhor, pois sempre vai oferecer um melhor desempenho.

 

 

Interface externa de conexão

 

 

USB, FireWire, eSATA e Thunderbolt são as interfaces mais utilizadas nesse momento. A eSATA é muito rápida, mas não está disponível em muitos computadores. O mesmo podemos dizer da Thunderbolt.

A escolha natural para a maioria dos usuários é pela porta USB, muito mais compatível com todos os formatos e com um desempenho razoável no padrão USB 3.0. Sobre os conectores, você pode encontrá-los com o tamanho padrão, micro ou uma combinação de ambos.

E mesmo com tantas ofertas, as unidades baseadas em SSD são muito mais rápidas. Você também pode transformar um SSD que está sobrando em dispositivo de armazenamento interno, utilizando as mesmas opções mencionadas nesse post.

Mas vale muito a pena utilizar o velho HD como unidade de armazenamento externo. É uma forma muito eficiente para reutilizar uma tecnologia que você tem em mãos, além de economizar algum dinheiro, evitando gastos desnecessários.


Compartilhe