A OPPO quer mesmo revolucionar o mercado de smartphones Android. A ideia agora é acabar com o notch de vez. Como ela vai fazer isso? Veremos nesse post.

Todos os fabricantes tentam acabar com o notch do seu jeito, e a tendência de 2019 está nas câmeras integradas na tela. Samsung e Huawei já apontam para essa direção, sem falar nos sistemas de tela dupla para aproveitar a câmera traseira como câmera de selfie (algo que não me agrada, pois uma segunda tela é mais cara que um sensor fotográfico).

Porém, quem foge do notch se esquece do sistema de reconhecimento facial 3D, que precisa de vários sensores ao lado da câmera frontal para funcionar. A solução aqui é integrar todos esses sensores abaixo da tela, o que também resultaria no fim da monocelha.

A ideia da OPPO também aponta em uma nova tendência futurista de reinvenção de design do smartphone: o dispositivo dobrável. A diferença é que o seu modelo deve estar pronto para ser apresentado já em fevereiro de 2019 (e espero que em uma apresentação com uma boa quantidade de luzes, não é mesmo Samsung?).

O mais interessante de tudo isso é que a OPPO afirmou que está desenvolvendo maneiras de esconder a câmera frontal abaixo da tela dos seus dispositivos, mas prevê a chegada dessa tecnologia apenas para 2020. Além disso, também pretende esconder todos os sensores de reconhecimento facial 3D atrás da tela.

Se a OPPO realmente conseguir ocultar todos os sensores, deixando os mesmos invisíveis a olho nu, abaixo da tela, temos aqui uma evolução brutal no design moderno dos smartphones.

E estamos falando de uma OPPO, que teoricamente é desconhecida do grande público, e com recursos muito inferiores em comparação com as gigantes do setor de tecnologia.

Fica evidente que a renovação na proposta tecnológica dos smartphones está nas marcas chinesas nesse momento. A Apple pouco faz nesse sentido, e a Samsung ainda precisa nos surpreender.

Em resumo: nesse momento, a renovação no mercado de smartphones está vindo de onde menos estamos esperando.

 

Via AndroidWorld