Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Software | Coisas que a Apple apresentou como novidade na WWDC 2022 que o Google fez antes (e faz tempo)

Coisas que a Apple apresentou como novidade na WWDC 2022 que o Google fez antes (e faz tempo)

Compartilhe

A Apple apresentou uma série de novidades de software no evento inaugural da WWDC 2022, voltado para os desenvolvedores dos produtos da empresa. Porém, só dá para dizer que são “novidades” para aqueles que nunca viram um smartphone Android funcionando na vida.

Muita gente acusa a Apple de deixar de ser a “rainha da inovação” para se tornar a “rainha da imitação”, e o post de hoje é um ótimo argumento para esses detratores.

Aqui, vamos apresentar pelo menos sete coisas que a Apple chamou de inovação na WWDC 2022, mas que estão no Android há muito tempo.

 

 

 

Tela de bloqueio melhorada e personalizável

A mudança mais chamativa do iOS 16 era algo que sempre esteve disponível no Android e, de forma até inusitada, o design dessa tela de bloqueio personalizável se aproximou demais do Material You, design do Google proposto para o Android 12.

Sem falar que a gora a tela de bloqueio suporta Widgets, que foram inseridos no iOS 15. Esses mesmos elementos estão disponíveis no Android desde o seu primeiro dia de vida.

 

 

 

Aplicativo de Fitness disponível no iPhone e iPad

Existe uma infinidade de aplicativos para Android que fazem exatamente a mesma coisa. Dou destaque para o Google Fit apenas por ser o oficial da gigante de Mountain View. Ele permite calcular e monitorar as estatísticas de suas atividades ao longo do dia, além de outros parâmetros.

 

 

 

Bibliotecas de fotos compartilhadas

Essa é uma das funcionalidades de maior destaque do Google Fotos, mesmo sem ser tão simples e objetivo que a proposta do iOS. De qualquer forma, é bem estável e fácil de usar para a maioria dos usuários do Android.

 

 

 

Melhorias no aplicativo Mail

A Apple adicionou uma série de funcionalidades no Mail, com destaque para um melhor sistema de busca, o cancelamento de envio de e-mail e lembretes para responder mensagens importantes. Tudo isso já existe no Gmail há muito tempo (alguns recursos há quase 10 anos). O único ponto a favor da gigante de Cupertino é que o seu aplicativo é nativo, algo que o Google deveria ter feito faz tempo.

 

 

 

Live Text melhorado, com suporte para vídeo

O Google Lens faz isso há muito tempo, e não recebe o devido mérito. Porém, a implementação do Live Text em vídeos que a Apple fez é algo que a solução de Mountain View ainda não conseguiu alcançar. Além disso, foi adicionado o recurso de conversão de unidades de forma nativa, o que também é algo muito interessante.

Então, Google… anotou tudo direitinho?

 

 

 

Suporte de paradas no Apple Maps

Quase ninguém se lembrava que isso tinha ficado de fora do Apple Maps porque, convenhamos, quase ninguém usa o Apple Maps. De qualquer forma, esse recurso está disponível no Google Mapas desde 2016, mas com a limitação de até 9 paradas no trajeto (contra 15 da solução de Cupertino).

 

 

 

Emojis e pontuação no ditado do teclado

Nos dois sistemas, o funcionamento será praticamente idêntico. O recurso de pontuação está presente nos modelos Pixel 6 e Pixel 6 Pro por conta do chip Tensor, enquanto que a Apple conseguiu deixá-lo nativo usando o seu processador AXX Bionic.


Compartilhe