Cinco motivos para trocar o Windows pelo Linux Mint | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Cinco motivos para trocar o Windows pelo Linux Mint | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Cinco motivos para trocar o Windows pelo Linux Mint

Cinco motivos para trocar o Windows pelo Linux Mint

Compartilhe

O Linux busca um espaço no mercado (e sem sucesso) há pelo menos 25 anos. Mas as grandes diferenças desse e do Linux podem fazer, de acordo com as necessidades do usuário, faça com que alguém se desencante por um por outro.

Nesse post, vamos mostrar cinco motivos para você abandonar o Windows pelo Open Source. E como referência, vamos usar uma das distribuições mais amigáveis para o usuário comum: o Linux Mint.

 

 

 

Menor manutenção

 

O usuário doméstico do Linux raramente usa um antivírus. Já no Windows tem o Windows Defender como padrão, mas ainda pode precisar de um software dedicado. Também considere a desfragmentação de discos do Windows, algo que no Linux não existe, o que significa em economia de tempo no dia a dia.

E nada de reinicializações no Linux, algo que no Windows é frequente na troca de hardware ou desinstalação de software, ou nas atualizações. Já o Linux tem funcionamento out of the box se o driver instalado suporta o hardware. O único processo complexo de manutenção do Linux Mint é a própria atualização do sistema operacional e, ainda assim, tem melhor gerenciamento que no Windows.

 

 

 

Atualizações centralizadas

 

Uma das grandes virtudes do Linux é gerenciar os repositórios para as atualizações e os componentes do sistema operacional a partir de um único ponto: o gestor de pacotes.

O Linux Mint conta com um gestor de atualizações gráfico, que entrega ao usuário todas as atualizações e correções em um único procedimento, que é bem simples. O seu mecanismo de atualização é muito mais contundente que os utilizados pelos aplicativos do Windows quando precisa manter o usuário mais seguro.

 

 

 

Processo simples para fazer um downgrade em drivers da NVIDIA

 

No Linux Mint, esse processo é simplificado pelo gestor de controladores que ele incorpora. Basta abrir o aplicativo correspondente, selecionar um driver anterior, aplicar as mudanças e reiniciar. Muito menos passos e muito mais fácil para mudar a versão do driver do que todo o processo (quase) traumático do Windows.

 

 

 

Se você não gosta de algo, sempre pode mudar

 

Uma das maiores virtudes do Linux é permitir mudanças de uma grande quantidade de componentes. Se tem alguma coisa que você não gosta no sistema, pode mudar por uma solução que é do seu agrado.

O componente que mais consome recursos de uma máquina com Linux é a sua interface gráfica. O Linux Mint oferce uma interface padrão, a Cinnamon, pensada em computadores recentes (e não tão recentes assim), mas também é possível instalar variantes com as interfaces MATE e XFCE, muito mais leves.

 

 

 

Você pode rodar os seus jogos do Windows no Steam

 

Faz mais de um ano que está disponível nas versões do cliente do Steam para Linux e Mac o recurso Steam Play, que permite a execução de uma grande quantidade de jogos do Windows nos dois sistemas. O Steam Play ainda precisa evoluir muito para ser um substituto real do Windows, mas seu progresso é constante e ele pode ser ativado com poucos cliques, dispensando o uso do temido console de comandos.


Compartilhe