Compartilhe

Com o fim do suporte do Windows 7 chegando ao fim em 14 de janeiro de 2020, muita gente que ainda está com a velha versão precisa pensar um pouco mais na vida. Existem as vozes mais resistentes, que entendem que aquele que é considerado (por muitos) a melhor versão do Windows da história é o mundo perfeito, mesmo que o computador e seus dados fiquem vulneráveis.

Porém, nossa missão é sempre mostrar os dois lados da moeda, apresentando argumentos para proteger os dois lados Assim como já publicamos o artigo que mostram os motivos que justificam a migração, apresentamos nesse post os cinco motivos para NÃO migrar do Windows 7 para o Windows 10.

 

 

1) Pra quê mudar em time que está ganhando?

O Windows 7 é uma das melhores versões (para muitos, a melhor) do Windows, superando de longe o desastre do vista e com um Service Pack que foi excelente. Três de cada 10 computadores no mundo ainda usam essa versão, e não vai ser fácil convencer esse povo do contrário, mesmo com a problemática do fim do suporte oficial.

 

 

2) Interface de desktop familiar

O Windows 7 é a última versão do sistema operacional da Microsoft que oferece a típica proposta de desktop do Windows. Nesse aspecto, o Windows 10 é um híbrido da Modern UI com esta proposta habitual, e mesmo melhorando de forma sensível com as atualizações, segue sem agradar a muita gente.

 

 

3) Maior privacidade

O Windows 10 é cercado de polêmicas nesse aspecto, mesmo com melhoras na transparência e controle das atualizações. Muitos usuários se sentem vendidos com a nova versão, acusando a Microsoft por não cumprir com as normas de privacidade. Nesse aspecto, muita gente entende que a solução é seguir com o Windows 7 mesmo.

 

 

4) Menos Bloatware

O Windows 10 tem um monte de software lixo, muito mais que o Windows 7. A nova versão do sistema operacional da Microsoft tem um monte de aplicativos de terceiros que são simplesmente desnecessários (Candy Crush, Spotify, Trip Advisor, Bubble Witch 3 Saga, Amazon, Disney Magic Kingdoms, Netflix, Skype, Cooking Fever, Fitbit Coach…), penalizando a experiência do usuário, o desempenho do equipamento, sua estabilidade e até comprometendo a segurança, como no caso do Superfish. O Windows 7 é muito mais limpo de base.

 

 

5) Mais estável

O Windows 7 oferece um suporte muito completo ao ecossistema do Windows, e apesar do Windows 10 executar softwares antigos de diversas formas, o Windows 7 mantém os mesmos de forma muito mais simples. Diante dos desastres das atualizações do Windows 10, o Windows 7 funcionou bem com o Service Pack e os parches mensais de segurança.


Compartilhe