Cinco coisas que gostaríamos de ver no Huawei P40

Compartilhe

Março de 2020 chegou, e um dos principais lançamentos que o mercado de tecnologia está esperando para esse mês é o Huawei P40. Já conhecemos muitas coisas sobre as suas especificações, e tudo indica que o modelo não contará com a chancela do Google, recebendo o App Gallery (que está cada vez mais turbinado).

Fora esse inconveniente do veto do Trump, esse é um smartphone que tem tudo para ser um dos melhores de 2020. Se ele será tão revolucionário quanto foi o Huawei P30, não sabemos. Mas vamos ver algumas características que podem aparecer no Huawei P40.

 

 

 

Tela de 90 Hz (ou de 120 Hz)

 

É uma das tendências de mercado, e um dos itens mais desejados por muitos usuários (especialmente os gamers). Ainda que a Huawei não tenha apresentado nenhum modelo com esta característica, tudo indica que o Huawei P40 contará com uma tela com taxa de atualização de 90 Hz ou até mesmo de 120 Hz. Essa tela deve ser OLED com resolução FullHD+ ou QuadHD+, com leitor de digitais ótico.

 

 

 

A recarga de bateria mais rápida do mundo

 

O Huawei P30 Pro contava com uma recarga rápida de 40W, a mais rápida até então. Apesar de outras empresas já terem superado essa marca, há quem diga que a Huawei vai de novo quebrar recordes, podendo alcançar uma recarga de 65W no Huawei P40. Teoricamente, teríamos uma recarga completa em pouco mais de 20 minutos, mas tudo vai depender da capacidade teórica da bateria.

 

 

 

5.000 mAh de bateria?

 

Quem sabe. O Mate 30 Pro apresentado no final de 2019 conta com 4.500 mAh, e os últimos rumores envolvendo o Huawei P40 nesse sentido falam de uma bateria de 5.000 mAh, que pode ser reservada para a versão Pro desse dispositivo. Os dois modelos contarão com a tecnologia de recarga sem fio reversa, que permite carregar outros dispositivos compatíveis com o padrão Qi.

 

 

 

 

Zoom de 100x

 

O Huawei P30 Pro se destaca com o seu zoom ótico, com uma lente periscópica de 5x. Já o Huawei P40 Pro pode aumentar esses números em até 10 vezes no zoom ótico, e até 20 vezes no zoom híbrido. Se a lógica prevalecer, podemos ter nesse smartphone um zoom de 100x (isso mesmo, você não leu errado), o que seria uma revolução no uso dos algoritmos digitais e no terreno da fotografia nos smartphones.

 

 

 

Sem Google Play (mas com instalação de apps facilitada)

 

Se tem uma coisa que é certa é que tanto o Huawei P40 como o P40 Pro não contarão com a Google Play Store e os apps do Google. E a própria Huawei já chegou a afirmar que não vai mais trabalhar com a gigante de Mountain View para certificar os seus dispositivos (algo que fez a Google solicitar uma autorização especial para o governo norte-americano, na tentativa em voltar a trabalhar com os chineses).

Por outro lado, para chegar aos diferentes mercados, a Huawei precisa entregar uma via que facilite e simplifique a instalação dos serviços do Google no seu smartphone, tais como Google Play, Google Play, Google Maps, Gmail, YouTube e outros. Sem isso, o futuro desses dois novos telefones está seriamente comprometido.

 


Compartilhe