O Google é uma fonte de informações sem fim, mas não podemos confiar em tudo o que o seu algoritmo nos mostra. Porém, se normalmente aquela informação está nas primeiras posições dos resultados do buscador, podemos ficar seguros.

Porém, o mesmo acontece com outros serviços da Google? Um recente caso de bullying virtual foi revelado como um dos grandes problemas que o Google Mapas está enfrentando recentemente, em um recurso que é considerado uma de suas vantagens em relação aos seus concorrentes. Eu estou falando da possibilidade de editar a informação nos mapas.

 

 

Dados falsos no Google Mapas, adicionados por gente sem noção

Até a Google é incapaz de seguir o ritmo das mudanças que acontecem no mundo. Lojas que abrem e fecham, novos edifícios e novos nomes de ruas e avenidas, entre outras. Por isso, o Google Mapas permite que os usuários enviem sugestões quando os mapas ainda não foram atualizados.

Isso se aplica também para estabelecimentos comerciais, como o horário de funcionamento e telefone de contato. Basta ‘sugerir uma mudança’, indicando detalhes como nome e mudança de endereço. Dito isso, é preciso informar que pessoas com muito tempo livre estão aproveitando tal funcionalidade para se passar por bancos.

 

 

Isso é feito com a mudança do número de telefone do banco. Assim, quando os clientes do banco decidem ligar para a agência por qualquer motivo, o meliante recebe a chamada. Com a premissa de verificar a sua identidade, ele pede informações pessoais e do cartão de crédito, dados necessários para sacar o dinheiro das contas.

 

 

Vale a pena lembrar que o crime só funciona com as empresas que não enviaram os seus dados diretamente para a Google. Nesse caso, o buscador vai confiar mais nos dados recebidos no que nos dados da própria empresa. Porém, é importante prestar um pouco mais de atenção se alguma mudança inusitada ou repentina acontecer em algum estabelecimento que você está buscando as informações no Google Mapas.